… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sexta-feira, 17 de março de 2017

17 de março de 493 • Magnonius Sucatus Patricius, conhecido como Patrício

17 de março de 493Magnonius Sucatus Patricius,
 conhecido como Patrício
Magnonius Sucatus Patricius, conhecido como Patrício, é o grande missionário da Irlanda no Século V. Nasceu no ano de 386 e morreu neste dia, 17 de março de 493. Magnonius Sucatus Patricius era um cidadão romano, nascido na Bretanha Romana, perto de Bannavem Taburniae (um local desconhecido, talvez na baixa Severn, em Irlanda do Norte), filho de Calphurnius, um diácono e neto de um sacerdote de nome Potitus (naquela época era comum o casamento de diáconos e sacerdotes). Capturado aos 16 anos por bandidos irlandeses, foi levado para a Irlanda e vendido como escravo. Na sua obra “Confessio”, Patrício declarou que a sua vocação foi “um mandamento divino, alicerçado na aprendizagem humana, e assim a sua preparação para um regresso à Irlanda, foi na verdade, uma preparação espiritual engendrada por Deus”. Patrício provou ser um brilhante missionário e um grande pastor. Foi o primeiro missionário a ser mencionado como evangelizador da fé cristã na Irlanda. Durante 24 anos Patrício viajou por todas as cinco províncias da Ilha da Irlanda e conseguiu a conversão de praticamente todo o povo irlandês. Ele escreveu, pouco antes da sua morte “... vim passar uns anos na Irlanda onde quase ninguém tinha conhecimento de Deus ...e temos agora um povo do Senhor, e são chamados Filhos de Deus...” Ele usou a simplicidade, e um estilo bíblico muito puro ao pregar, o que ganhou corações e mentes. Patrício foi, sem dúvida, o autor de “Confessio” (um testemunho sincero da sua fé pessoal em Cristo! Isto afirmado no Séc. V é obra! Sem dúvida, do amoroso Espirito Santo!) e da “Carta a Coroticus” e foi um grande pastor, na mais pura acepção da palavra. A fé pessoal em Jesus Cristo de Magnonius Sucatus Patricius está muito bem refletida neste fragmento do seu poema/oração chamado em irlandês “Faeth Fiada” (O bramido do cervo) e também conhecido como “Lorica de Patrício” ou “A Couraça de Patrício”:


“Cristo comigo,
Cristo diante de mim,
Cristo por detrás de mim,
Cristo dentro de mim,
Cristo debaixo de mim,
Cristo em cima de mim,
Cristo à minha direita,
Cristo à minha esquerda,
Cristo quando me levanto,
Cristo quando me sento,
Cristo no coração de todoo homem
que pensa em mim,
Cristo na boca de todo homem
que fale de mim,
Cristo em todo o olho que me vê,
Cristo em todo o ouvido que me escuta.”

As lendas sobre Patrício são muitas, porém, a mais famosa é aquela em que se diz que a ele se deve a expulsão das serpentes da Irlanda!

****

Fontes Utilizadas:
Vários “Sítios” e enciclopédias na Internet e ainda algumas obras em papel.
Respigado daqui e dali.

Carlos António da Rocha

Este texto é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está escrito com o Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicado nem utilizado para fins comerciais; seja utilizado exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: