… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sábado, 29 de outubro de 2016

29 de outubro de 1837 • Abraham Kuyper, teólogo da graça comum



 29 de outubro de 1837 Abraham Kuyper, teólogo da graça comum
Uma caricatura satírica de Abraham Kuyper, desenhada por Albert Hahn

Abraham Kuyper foi um teólogo e um estadista holandês. Nascido em Maassluis, perto de Roterdão, na Holanda, neste dia, 29 de outubro de 1837, era filho de Jan Frederik Kuyper, que foi ministro da Igreja Reformada Holandesa. Na Universidade de Leiden Abraham Kuyper foi um ótimo estudante que acolheu o liberalismo e as opiniões teológicas mais recentes.

Em 1862 concluiu o seu Doutoramento em Teologia com a dissertação "Historico Disquisitio-theologica, exhibens Johannis Calvini et Johannis à Lasco de Ecclesia inter Sententiarum compositionem se" Nesta sua dissertação Abraham Kuyper mostra as diferenças entre as regras da igreja de João Calvino e de Jan Laski (Johannes a Lasco, 1499-1560). Ao comparar as concepções de João Calvino e as de Jan Laski, Kuyper mostrou uma clara simpatia pelas de Laski, que eram mais liberais. Durante os seus estudos Kuyper foi um membro da tendência moderna dentro da Igreja Reformada Holandesa.

Após o seu Doutoramento em Teologia em maio de 1862 Abraham Kuyper foi declarado elegível para o ministério da Igreja Reformada Holandesa, e 1863, aceitou um convite para se tornar ministro da mesma Igreja na cidade de Beesd. No mesmo ano, casou-se com Johanna Hendrika Schaay (1842-1899). Eles tiveram cinco filhos e três filhas. Em 1864, ele começou a corresponder-se com o anti-revolucionário Groen van Prinsterer, que influenciou fortemente as suas concepções políticas e teológicas.

Durante o seu primeiro pastorado, em Beesd entre os anos de 1863 e 1868, Abraham Kuyper passou por uma conversão evangélica. Influenciado pela piedade dos seus paroquianos, tendo recomeçado o estudo de teologia, inspirando-se na tradição calvinista holandesa.

Por volta de 1866 Kuyper começou a simpatizar com a tendência ortodoxa dentro da Igreja Reformada Holandesa, tendo para isso sido inspirado pela fé simples reformada de Pietje Balthus, a esposa de um lavrador. Aí ele começou a opor-se à centralização na Igreja, ao papel do rei e a defender a separação da Igreja do estado.

Depois da morte de Groen van Prinsterer em 1876, Abraham Kuyper tornou-se o líder do pequeno, porém crescente, movimento dos calvinistas na igreja e no Estado holandês. Por essa altura escrevia muitos livros e centenas de artigos sobre teologia, filosofia, política, arte e questões sociais, nos quais procurava expressar um conceito cristão do mundo e da vida.

Em 1867 Kuyper foi convidado para ser ministro da paróquia em Utrecht e deixou Beesd. Em 1870 foi convidado para ir para Amsterdão. Abraham Kuyper fundou dois jornais, em 1871, o semanário religioso “De Heraut”, "O arauto", e em 1872, o diário político “De Standaard”, "O padrão". Em 1874, Abraham Kuyper foi eleito para o parlamento holandês como representante do recém-formado Partido Anti-revolucionário. Este foi o primeiro partido político moderno da Holanda. Em 1878, Abraham Kuyper publicou “Ons Program”, o manifesto político do partido, e em 1880 fundou a Universidade Livre de Amsterdão. Ativo na política eclesiástica, em 1886 Kuyper dirigiu um movimento de afastamento da igreja nacional holandesa para formar a Igreja Reformada Independente, a Gereformeerde Kerk.

Em 1900, o Partido Anti-revolucionário de Kuyper chegou ao poder, e ele tornou-se primeiro ministro da Holanda. Desfez a danosa greve ferroviária de 1902, mas, depois de uma campanha eleitoral amarga em 1905, perdeu o seu mandato. A partir de 1908, participou como delegado da Segunda Câmara do Parlamento Holandês e continuou a exercer influência política como redator do “De Standaard”, até pouco antes de sua morte, que ocorreria em Den Haag, no dia 8 de novembro de 1920.

Entre os Cristãos Reformados, Abraham Kuyper é ainda hoje lembrado sobretudo pelo seu desenvolvimento da doutrina da graça geral e pelas suas ideias acerca da importância do reino de Deus no pensamento cristão, ideias que foram influenciadas pela obra de F. D. Maurice, John Frederick Denison Maurice, muitas vezes conhecido por F. D. Maurice (Lowestoft, 29 de agosto de 1805 - Londres, 1 de abril de 1872), que foi um teólogo e socialista cristão inglês. A teoria social e política da soberania apresentada por Abraham Kuyper sobre esferas diferentes é uma tentativa de justificar intelectualmente o pluralismo e de criar meios estruturais de limitar o poder do Estado. Kuyper esteve sempre muito consciente dos perigos do totalitarismo, pois amava a liberdade e reconhecia que os interesses comerciais, e não apenas os governamentais, podem oprimir os mais desfavorecidos; entendia, portanto, que a função do Estado era a de preservar na sociedade a justiça divina.

Escritor prolífero, Abraham Kuyper escreveu muitas obras relevantes. Também editou as obras completas de Jan Laski (Johannes a Lasco, 1499-1560) em 2 volumes, em Amsterdão, 1866. Ainda hoje se encontram algumas das suas obras editadas em português

****

Fontes Utilizadas:
Vários “Sítios” e enciclopédias na Internet e ainda algumas obras em papel.
Respigado daqui e dali.

Carlos António da Rocha

Este texto é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está escrito com o Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicado nem utilizado para fins comerciais; seja utilizado exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: