… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

3 de outubro de 1713 • Johann Friedrich Flattich, um professor cristão original


3 de outubro de 1713 Johann Friedrich Flattich, 
um professor cristão original

Johann Friedrich Flattich nasceu em Beihingen perto de Ludwigsburg neste dia, 3 de outubro de 1713, e faleceu em Münchingen em 1 de junho de 1797, regiões estas pertencentes ao estado de Baden-Württemberg, no sul da Alemanha.

Flattich concluiu o curso usual de estudos dos teólogos de Württenberg, após o que foi pregador do Evangelho de Jesus Cristo em Hohenasperg em 1742, depois em Metterzimmern em 1747, e, finalmente, em Münchingen em 1760. Embora Flattich tenha sido sempre um clérigo rural possuía, contudo, uma personalidade marcante, com uma inteligência viva e era dono de uma clara percepção de juízo sobre os homens e os acontecimentos que era surpreendentemente correta. Flattich, qual João Batista, era um Cristão sincero, reto e suficientemente corajoso para dizer a verdade, tanto até ao duque, sob cujo poder vivia, como também aos seus cortesãos.

A sua posição teológica era igual à de Bengel, de quem foi discípulo, sendo Flattich tão manso como o seu professor e evitando todos os extremismos teológicos e eclesiásticos, tanto do pietismo como do racionalismo.

Trata-se de Johann Albrecht Bengel nascido em Winnenden, Württemberg, em 24 de junho de 1687 e que morreu em Stuttgart em 2 de novembro de 1752. Bengel estudou em Tubinga, dedicando-se especialmente ao estudo do texto sagrado cristão, e, também se preocupou com a filosofia, tendo dado especial atenção a Spinoza.

Mas Johann Friedrich Flattich é principalmente conhecido como professor. Inclusivamente quando ainda era estudante começou a instruir outros jovens gratuitamente e continuou essa atividade até à sua velhice. Normalmente acolhia no seu lar entre 15 a 20 alunos, tanto meninos e jovens, de todas as classes sociais e que eram destinados às mais variadas vocações.

Os métodos de ensino de Flattich eram totalmente originais. Pela influência vital da sua personalidade cristã, pelo poder do seu amor tolerante, ativo e suplicante, Flattich “fez” daqueles que hospedava em sua casa homens eficientes, até mesmo do “material” menos prometedor! Viver o cristianismo no lar, diariamente, na intimidade, com aqueles que amamos e que nos conhecem! É digno de registo.

E esta cristalina prática pedagógica, este “modus vivendi et operandi” de Johann Friedrich Flattich, apaixona sempre os pequenos mestres atentos a estas coisas do nosso "métier", mesmo que em desfruto da aposentação, como eu, e que pertencem ao Mestre da Galileia!

****

Fontes Utilizadas:
Vários “Sítios” e enciclopédias na Internet e ainda algumas obras em papel.
Respigado daqui e dali.

Carlos António da Rocha

Este texto é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está escrito com o Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicado nem utilizado para fins comerciais; seja utilizado exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: