… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

24 de novembro de 1531 • Oecolampadius, a “Luz da Casa” foi apagada


24 de novembro de 1531 Oecolampadius,
a “Luz da Casa” foi apagada
Hoje, em muitas denominações Protestantes, pelo menos no mundo ocidental, é natural que os seus membros em comunhão participem activamente em todas as suas actividades. Isso nem sempre foi assim. Mesmo quando a Reforma Protestante começou no século XVI Lutero e os outros reformadores pensaram que a Igreja deveria ser dirigida principalmente pelo clero.

A primeira pessoa a sugerir o contrário foi um reformador pouco conhecido chamado Oecolampadius. O seu nome verdadeiro era Hussgen ou Heussgen, que ele mudou para Hausschein. Mas naqueles dias era habitual mudar-se o nome para uma língua clássica. “Hussgen” soa como a palavra alemã “casa iluminada”, então ele tornou-se “Luz da Casa”, em grego: Oecolampadius, que por sua vez deriva de “oikos” “casa” e “lampad” “lâmpada”. A sugestão de Oecolampadius foi que os leigos tivessem uma palavra a dizer nos assuntos da igreja da mesma forma como ele tinha proposto ao conselho da cidade de Basileia, na Suíça. Seja como for, outros reformadores, como João Calvino e John Knox concordaram depois com ele, e assim um elemento importante de liberdade religiosa foi trazido para a igreja.

Oecolampadius era um estudante de topo dos idiomas clássicas. Os grandes mestres das línguas bíblicas naquele tempo eram Reuchlin e Erasmo. Oecolampadius estudou com ambos. Ele até ajudou Erasmo a editar e a publicar o “Novo Testamento em grego”, que teve um efeito tão profundo sobre o surgir da Reforma.

Naqueles dias uma forma de um estudante poder ganhar um pouco de dinheiro extra era traduzir os antigos livros gregos para a fome da impressão da imprensa inventada recentemente. Oecolampadius traduziu os escritos dos Padres gregos. Após a Reforma começar a desenvolver-se, ele tomou posição ao lado dos reformadores. Apesar da sua saúde frágil, ele trabalhou duramente pela Reforma na Suíça.

Em 1516, um ano antes de Lutero afixar as suas famosas teses, Ulrich Ulrico Zuínglio liderou um movimento de reforma em Zurique. Oecolampadius ainda permanecia Católico Romano, mas persistia em ensinar através da Bíblia. Cerca de 1523, Oecolampadius iniciou uma amizade com Ulrico Zuínglioo e foi-se afastando a pouco pouco cada vez mais da posição conservadora e tímida de Erasmo.

A sua relação de amizade com Ulrico Zuínglio é muitas vezes comparada à relação de Melanchthon com Lutero. Um homem pacífico, Oecolampadius foi tolerante com as diferenças nas crenças Protestantes sobre a “Ceia do Senhor”. Ele também repreendeu os Reformadores mais desapiedados pelos seus comportamentos agressivos. Ele escreveu a William Farel, “A sua missão é evangelizar, não é excomungar. Prove que é um evangelista e não um legislador tirânico. Os homens querem ser guiados, não compelidos.” A Reforma deve ser pacífica, disse Oecolampadius.


Johannes Oecolampadius (ou Oekolampad) trabalhou tão duramente, apesar da sua saúde ser tão má, que quando ele morreu neste dia, 24 de novembro de 1531, tinha apenas 49 anos. Uma luz pouco conhecida da Reforma foi apagada.


****

Fontes Utilizadas:
Vários “Sítios” e enciclopédias na Internet e ainda algumas obras em papel.
Respigado daqui e dali.

Carlos António da Rocha

Este texto é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está escrito com o Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicado nem utilizado para fins comerciais; seja utilizado exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: