… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

12 de janeiro de 1825 • Brooke Foss Westcott, publica a edição crítica textual de “O Novo Testamento no Grego Original”


12 de janeiro de 1825 Brooke Foss Westcott, 

publica a edição crítica textual de “O Novo Testamento no Grego Original”

Brooke Foss Westcott foi um dos estudiosos do NT de maior destaque no século XIX. Nasceu perto de Birmingham neste dia, 12 de janeiro de 1825. Na juventude, durante muitos anos, foi pesquisador pós-graduado subvencionado no Trinity College, em Cambridge, na Inglaterra, e também Catedrático de Teologia e depois passou quase duas décadas como professor na famosa Escola de Harrow. Em 1870, basicamente por influência de um seu erudito amigo íntimo, o famoso estudioso do N. T., J. B. Lightfoot (Joseph Barber Lightfoot, 1828-1899), foi convidado a voltar para Cambridge como catedrático de teologia, na cadeira que era sustentada pela Família Real inglesa. Ali, realizou os seus trabalhos mais importantes com o N. T. Juntamente com Fenton John Anthony Hort (1828-1892), estudou crítica textual, publicando a edição “Westcott-Hort do Novo Testamento Grego” em 1881, a edição crítica textual de “O Novo Testamento no Grego Original” (The New Testament in the Original Greek). Produziu comentários famosos sobre o “Evangelho Segundo João”, as “Epístolas de João” e a “Epístola aos Hebreus”. O seu trabalho reflete aquilo que há de melhor na tradição exegética inglesa, que ele com os seus colegas tanto fizeram para desenvolver. Baseada em sólida erudição histórica e teológica, a abordagem era conservadora e espiritual, conforme ele expressa na introdução às Epístolas de João: "O senso de descanso e confiança que se torna mais firme à medida que o conhecimento aumenta."


Além disso, estava profundamente envolvido nas questões sociais e foi o primeiro presidente da União Social Cristã. Aborrecendo as brutalidades cruas do capitalismo desenfreado, achou a sua resposta num conceito orgânico da sociedade, baseado num modelo encarnacional semelhante à de F. D. Maurice (John Frederick Denison Maurice, 1805 - 1872). Posto que Jesus Cristo, na Sua encarnação, assumiu a humanidade e depois a glorificou na Sua ressurreição, logo, a totalidade da humanidade já está ligada entre si em Jesus Cristo. O que se torna necessário é que essa realidade corporativa seja reconhecida. Os sacramentos desempenham um papel importante nesse esquema, porque a encarnação de Cristo é expressada por meio dos sacramentos. Através dessa ênfase, Westcott veio a ser um dos progenitores da famosa escola de Socialistas Cristãos Anglicanos, que viria a incluir Stewart Headlam(1847 –1924), Scott Holland (1847 –1918), Charles Gore (1853 –1932) e William Temple (1881 –1944).



Após duas décadas em Cambridge, Westcott sucedeu a Lightfoot como Bispo de Durham em 1890, até que sofrendo de uma doença súbita e fatal morreria em 27 de julho de 1901, em The Castle, Bishop Auckland, na Inglaterra.

Mesmo estando tão pouco tempo à frente da diocese de Durham, que se se situava numa zona industrial no nordeste da Inglaterra, a sua consciência social, bem como a sua inteligência, erudição e espiritualidade ajudaram a fazer de Brooke Foss Westcott um grande bispo.



****

Fontes Utilizadas:
Vários “Sítios” e enciclopédias na Internet e ainda algumas obras em papel.
Respigado daqui e dali.

Carlos António da Rocha

Este texto é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está escrito com o Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicado nem utilizado para fins comerciais; seja utilizado exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: