… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quarta-feira, 17 de maio de 2017

17 de maio de 1928 • Voa a primeira ambulância aérea no deserto australiano





17 de maio de 1928 Voa a primeira ambulância aérea no deserto australiano

A nota de vinte dólares australianos apresenta o Reverendo John Flynn (1880-1951), fundador do “Aerial Medical Service” (que mudou o seu nome para “Flying Doctor Service” em 1942, e para o de “Royal Flying Doctor Service” em 1955).

As tragédias destacaram a necessidade de serviços essenciais no deserto interior da Austrália. Um jovem teve de ser operado, sem anestesia, por pessoal não treinado, usando um canivete e uma lanterna, obedecendo a instruções transmitidas por código morse nas rádios fornecidas por um missionário australiano. A operação durou sete horas.



Toda a agonia foi em vão. Ainda nesse mês, o homem morria de complicações não identificadas dessa cirurgia antes, apenas a umas horas da chegada de um médico especialista…



O homem que se dispôs a fazer algo foi John Flynn, o missionário que tinha disponibilizado a rádio para a operação. “Se é verdade que Jesus é o Filho de Deus, e através dEle qualquer pessoa pode dirigir-se ela própria ao Pai, que mais honrosa chamada pode um homem ter do que compreender esse facto e agir sobre ele?” Com estas palavras, Flynn convenceu-se de que Deus queria que ele se tornasse ministro.



Nascido em 25 de novembro de 1880, durante a corrida ao ouro, em Moliagul, em Victoria, na Austrália, John era filho de um pastor leigo da Igreja Metodista que também era professor. A sua mãe morrera quando ele tinha apenas três anos. Um ano depois do falecimento da sua mãe, o pai de John foi transferido para uma escola perto de Melbourne. A igreja Presbiteriana era a que ficava mais próximo da sua residência e foi assim que John se tornou presbiteriano.



As zonas rurais remotas do deserto australiano intrigavam-no. Ao longo da sua formação, Flynn tinha trabalhado em várias áreas remotas desérticas, em Victoria e na Austrália do Sul, e na sua segunda colocação após a ordenação foi para a missão Smith Dunesk, em Beltana, uma pequena povoação a 500 quilómetros ao norte de Adelaide. Beltana é um local relativamente isolado, ainda hoje, e naqueles dias era extremamente remoto, nos confins da civilização, em pleno deserto. Assim, ele viu as mesmas coisas que toda a gente via e viu coisas que ninguém via. Ele viu a poeira e o isolamento mortal. Ele viu as mortes lamentáveis que poderiam ter sido evitadas, teriam sido, se tivessem existido cuidados médicos apropriados. Ele viu as almas mal educadas, nos rudimentos da fé, e as mentes atrofiadas por falta de escolaridade. Ele viu tudo isso. Mas ele viu mais.



Ele sonhava com caminho-de-ferro e com estações de rádio. Ele imaginou uma rede de centros de enfermagem, suficientemente perto de todas as estações da missão para dar uma oportunidade real de salvamento à vida de qualquer pessoa após um acidente. Ele concebeu uma rota para pastores itinerantes e admirava-se por que é que as crianças não poderiam ser ensinadas com cursos por correspondência. Acima de tudo, após a invenção do avião, ele imaginou ambulâncias aéreas para transportar rapidamente os médicos nos casos de urgência ou de pacientes críticos sem possibilidades de transporte para os centros médicos. Se ninguém vira tudo isso ainda, bem, ele teria de fazê-los ver. Não somos nós guardas dos nossos irmãos? Ele próprio trabalhava no deserto interior isolado da Austrália e tinha fundado uma revista para compartilhar a sua visão com os outros ministros. Ao longo dos anos, muitos dos seus sonhos, vieram a realizar-se.



Em 1912, depois de escrever um relatório para os seus superiores da Igreja sobre as dificuldades de ministrar a essa população tão dispersa, Flynn foi feito o primeiro superintendente do Australian Inland Mission. Com a sua tendência para as questões espirituais, Flynn rapidamente estabeleceu a necessidade de cuidados médicos para os moradores do vasto deserto australiano, e estabeleceu uma série de hospitais de rurais.



John foi muito rápido a ver o potencial do avião. Se os médicos pudessem voar para os pacientes, isto proporcionaria um manto de segurança para os lares isolados no interior dos desertos. Ele orou por aviões e pela colocação de sete médicos aviadores em locais estratégicos. A sua persistência e a sua oração venceram. Liderados por John Flynn, o mundo viu realizar-se o primeiro voo de serviço médico civil e o Doutor K. St. Vincent Welch respondeu à sua primeira chamada, para uma pequena emergência, neste dia, 17 de maio de 1928. Mas logo centenas de pessoas foram ajudados através da visão do homem que considerava que nenhum projeto era demasiado grande para Cristo.



O reverendo John Flynn, (25 de novembro de 1880 - 5 de maio de 1951) foi um ministro presbiteriano australiano, também aviador que fundou o Royal Flying Doctor Service, a primeira ambulância aérea, que estabeleceu a prestação de cuidados médicos para os moradores do vasto deserto australiano.

****

Fontes Utilizadas:
Vários “Sítios” e enciclopédias na Internet e ainda algumas obras em papel.
Respigado daqui e dali.

Carlos António da Rocha

Este texto é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está escrito com o Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicado nem utilizado para fins comerciais; seja utilizado exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: