… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

13 de janeiro

Aos Pés Do Mestre
(At the Master’s feet),
Compilado por Audie G. Lewis
das obras de
C. H. Spurgeon
13 de janeiro A VIOLÊNCIA SAGRADA

“A oração feita por um justo pode muito nos seus efeitos.” (Tg 5:16, ARC, Pt)

Nunca cesses as tuas orações. Nenhum tempo é mau para orar. O resplendor da luz do dia não deve tentar-te a que cesses, e as trevas da meia-noite não deve fazer que cesses os teus clamores. Eu sei que é um dos principais objetos de Satanás é fazer com que os Cristãos cessem de orar, porquanto se ele pudesse apenas uma vez suspender toda a arma da oração, ele poderia facilmente vencer-nos e tomar-nos como sua presa. Mas enquanto nós continuamos a clamar ao Altíssimo, Satanás sabe que não pode devorar sequer o cordeiro mais fraco do rebanho. A oração, a oração poderosa, prevalecerá se lhe dás o tempo necessário.



E embora tu nunca cesses de confiar, nem de orar, cresce com mais ardor em ambas. Deixa que a tua fé seja ainda mais decidida a desistir de toda a dependência em qualquer lugar, excepto em Deus, e deixa que o teu clamor cresça cada vez mais veemente. Não é qualquer pancada na porta da misericórdia que vai abri-la; e aquele que queira prevalecer deve bater bem com o batente da porta, e golpeá-lo novamente, muitas vezes, e frequentemente. Como diz o velho ditado puritano, “as orações frias pedem uma recusa, mas são as orações em brasa que prevalecem.” Traz as tuas orações à porta do céu como se fossem algum dos antigos aríetes, e força-a, abrindo-a com uma violência sagrada, porque “se faz violência ao reino dos céus, e pela força se apoderam dele.” Aquele que irá prevalecer com Deus deve tomar cuidado para que toda a sua força recaia sobre as suas orações.



A Bíblia, do princípio ao fim, num ano: Mt 25-26


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: