… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sábado, 14 de janeiro de 2017

14 de janeiro



C. H. Spurgeon 
Leituras Matutinas
14 de janeiro

“Poderoso para salvar.” (Is 63:1, ARC, Pt)

PELAS palavras “para salvar” entendemos o conjunto da grande obra da salvação, do primeiro desejo santo até à completa santificação. Estas palavras encerram multum in parro. Na verdade, temos aqui toda a misericórdia numa palavra. Cristo é não só “poderoso para salvar” aos que se arrependem, mas também é capaz de fazer com que os homens se arrependam. Ele levará para o Céu aos que crêem; mas, além disso, Ele é poderoso para dar aos homens novos corações e para produzir fé neles. Jesus pode fazer com que o homem que odeia a santidade, a ame; e com que o que despreza o Seu nome, dobre os seus joelhos ante Ele. Mais ainda, pois o poder divino se vê igualmente na obra posterior. A vida do crente é uma série de milagres realizados pelo “Poderoso Deus.” A sarça arde mas não se consome. Jesus é poderoso para manter os Seus na vida de santidade em que Ele os colocou, e para os preservar no Seu temor e no Seu amor, até aperfeiçoar a vidas espiritual deles, no Céu. O poder de Cristo não consiste em fazer com que alguém creia, para em seguida deixá-lo, para que solucione as dificuldades por si só. Pelo contrário, pois O que começou a boa obra, aperfeiçoá-la-á. O que dá o germe da vida à alma morta, prolonga a existência divina e fortalece-a até romper toda a ligadura pecaminosa, e, até que a alma suba da Terra para o Céu aperfeiçoada em glória. Crente, aqui tens encorajamento. Estás orando por algum amado? Oh, não deixes de orar, pois Cristo é “poderoso para salvar.” Tu és impotente para domar o rebelde, mas o teu SENHOR é Todo-Poderoso. Agarra-te Àquele potente braço e desperta-O para que te dê da Sua força. Inquieta-te a tua própria situação? Não temas, pois o Seu poder é suficiente também para ti. Tanto para começar a obra em outros, como para prosseguir a que começou em ti, Jesus é “poderoso para salvar.” A melhor prova disto está em que Ele te salvou, e também nas mil bênçãos que Ele tem derramado sobre ti!




Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: