… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

16 de janeiro

C. H. Spurgeon
Leituras Matutinas
16 de janeiro

“Eu te ajudo, diz o SENHOR.” (Is 41:14, ARC, Pt)

OUÇAMOS esta manhã o Senhor Jesus, enquanto diz a cada um de nós: “Eu te ajudo.” Para mim, teu Deus, é pouca coisa o ajudar-te. Considera o que já tenho feito. O quê! Não te ajudei? Eu comprei-te com o Meu sangue. O quê! Não te ajudei? Eu morri por ti; e se tenho feito o maior, não farei o menor? Ajudar-te! Isto é a menor coisa que sempre tenho feito por ti. Tenho feito mais e farei mais. Antes que o mundo fosse formado, escolhi-te. Fiz um pacto para ti; por ti pus de lado a Minha glória e tornei-Me homem por ti; dei a Minha vida por ti. E se fiz tudo isto, ajudar-te-ei, com toda a certeza, agora. Ao ajudar-te, estou-te dando o que Eu já tinha comprado para ti. Se tu necessitasses de mil vezes de tanta ajuda como a que estou acostumado a dar-te, Eu dar-ta-ia. Tu pedes pouco em comparação com o que estou disposto dar-te. «Para ti é grande a necessidade, mas para Mim é nada o conceder. ‘Ajudar-te?’ Não temas! Se estivesse uma formiga à porta do teu celeiro pedindo-te ajuda, levar-te-ia à ruína se lhe desses um punhado de trigo? E tu não és outra coisa que um insignificante insecto à porta do Deus Omnipotente. ‘Eu te ajudo.’»

Oh, minha alma, isto não é bastante? Necessitas de mais fortaleza do que a omnipotência da Trindade Unida? Necessitas de mais sabedoria do que a que existe no Pai, de mais amor do que o que se exibe no Filho, ou de mais poder do que o que se manifesta nas obras do Espírito Santo? Traz aqui o teu cântaro vazio! Este manancial, com toda a certeza, enchê-lo-á. Apressa-te, junta as tuas necessidades e trá-las aqui: a tua vacuidade, a tua calamidade e as tuas necessidades. Olhai, este rio de Deus está cheio para as suprir. Que outra coisa podes desejar? Minha alma, sai esta manhã, fortalecida com esta promessa. O Deus Eterno é o teu Ajudador.

“Não temas, porque Eu sou contigo; não te assombres, porque Eu sou o teu Deus; e te ajudo.”



Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: