… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

17 de janeiro



C. H. Spurgeon
Livro de Cheques do Banco da Fé
17 de janeiro

“Certamente Eu serei contigo” (Ex 3:12, ARC, Pt)

Se o SENHOR enviava Moisés numa missão, certamente que não o deixaria ir sozinho. O tremendo risco que o envolveria, e o grande poder que a missão requereria, seria ridículo Deus enviar um Hebreu pobre e solitário para defrontar o rei mais poderoso do mundo, e, depois, deixá-lo ir sozinho. Não se pode imaginar que um Deus sábio pusesse o pobre Moisés contra Faraó e as enormes forças do Egito Por este motivo Ele diz: “Certamente Eu serei contigo”, porque era impossível Ele enviá-lo sozinho.



No meu caso também se confirmará a mesma regra. Se empreender uma missão do SENHOR com confiança simples no Seu poder, e só com o objetivo da Sua glória, é certo de que Ele estará comigo. Ser enviado por Ele obriga-O a ajudar-me. Isto não me basta? Que mais necessito? Se todos os anjos e arcanjos estivessem comigo, eu poderia falhar; todavia, se Ele estiver comigo, serei bem sucedido. Unicamente devo ter o cuidado de agir dignamente relativamente a esta promessa. Que eu não vá timidamente, desanimadamente, descuidadamente ou presunçosamente. Que comportamento pessoal deveria ter aquele que tem Deus na sua companhia! Nesta companhia devo agir como um homem e como Moisés apresentar-me, sem medo, perante Faraó.

 Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: