… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

20 de janeiro



C. H. Spurgeon
Leituras Matutinas
20 de janeiro

“Abel foi pastor de ovelhas.” (Gn 4:2, ARC, Pt)

COMO pastor, Abel santificou a sua obra para a glória de Deus, e ofereceu um sacrifício de sangue sobre o seu altar e o SENHOR olhou com agrado para Abel e para a sua oferenda. Este antigo tipo de nosso Senhor, é muito claro e distinto. Tal como o primeiro raio de luz que tinge o horizonte ao nascer do Sol, assim também esta passagem não o revela todo, mas manifesta claramente o grande facto de que o Sol se aproxima. Ao olharmos para Abel, pastor e ainda sacerdote, oferecendo um sacrifício de suave aroma a Deus, descobrimos o nosso Senhor, que leva ante Seu Pai um sacrifício que Deus olhou sempre com agrado. Abel foi odiado pelo seu irmão, foi odiado sem causa. E o mesmo se passou com o Salvador. O homem carnal e natural odiou o homem aceite, em quem foi achado o Espírito de graça, e não descansou até que o sangue dele foi derramado. Abel caiu e aspergiu o seu altar e o seu sacrifício com o seu próprio sangue. Este facto mostra-nos o Senhor Jesus, morto pelo ódio do homem, enquanto oficiava como sacerdote diante do Senhor. “O bom Pastor dá a Sua vida pelas ovelhas.” Choramos ao vê-Lo morto pelo ódio do género humano, tingindo os chifres do altar com o Seu próprio sangue. O sangue de Abel fala. “O SENHOR disse a Caim: A voz do sangue do teu irmão clama a Mim desde a terra.” O sangue de Jesus tem uma língua poderosa, e o significado do Seu potente grito não é de vingança mas de misericórdia. É precioso além de toda a preciosidade, estar junto ao altar do nosso bom Pastor! Para vê-Lo sangrar como sacerdote sacrificado e para ouvir depois, o Seu sangue falar de paz a todo o Seu rebanho, paz nas nossas consciências, paz entre Judeus e Gentios, paz entre o Homem e o seu ofendido Criador, paz eterna para os homens lavados no sangue. Abel foi o primeiro pastor na ordem do tempo, mas os nossos corações colocarão sempre primeiro Jesus na ordem da excelência. Oh sublime Guarda das ovelhas, nós, o povo do Teu pasto, bendizemos-Te com todo o nosso coração ao ver-Te ferido por nós!


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: