… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sábado, 21 de janeiro de 2017

21 de janeiro



C. H. Spurgeon 
Livro de Cheques do Banco da Fé

21 de janeiro
“Então os Egípcios saberão que Eu sou o SENHOR” (Ex 7:5, ARC, Pt)

É difícil ensinar o mundo ímpio. O Egito não conhece o SENHOR e por isso atreve-se a erigir os seus ídolos, e até se aventura a perguntar: “Quem é o SENHOR?” Porém, o SENHOR decidiu domar os corações orgulhosos, quer eles queiram ou não. Quando os Seus juízos troam sobre as suas cabeças, escurecem os seus céus, destroem as suas colheitas e matam os seus filhos, então começam a discernir algo do poder do SENHOR. Ainda terão de ocorrer de novo tais coisas sobre a Terra que levem os descrentes a dobrarem os seus joelhos. Não nos assustemos por causa das blasfémias deles, porquanto o SENHOR pode cuidar do Seu próprio Nome, e fá-lo-á de uma maneira bastante eficaz.

A salvação do Seu próprio povo foi outro meio poderoso de fazer com que o Egito soubesse que o Deus de Israel era o SENHOR, o Deus vivo e verdadeiro. Nenhum israelita morreu por causa de alguma das dez pragas. Ninguém da semente escolhida se afogou no Mar Vermelho. Do mesmo modo, a salvação dos escolhidos, e a glorificação certa de todos os crentes verdadeiros, fará com que os mais obstinados inimigos de Deus reconheçam que o SENHOR é Deus.

Oh, que o Seu poder convincente apareça pelo Seu Santo Espírito na pregação do Evangelho, até que todas as nações se inclinem ao nome de Jesus, e Lhe chamem SENHOR!


 Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: