… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

24 de janeiro


C. H. Spurgeon
Leituras Matutinas
24 de janeiro

“Ele te livrará do laço do passarinheiro.” (Sm 91:3, ARC, Pt)

DEUS livra os Seus do laço do passarinheiro em dois sentidos: do laço, e fora do laço. Em primeiro lugar, Ele livra-os do laço, não permitindo que caiam nele: e em segundo lugar, se caírem, livra-os, tirando-os para fora dali. A primeira promessa é a mais preciosa para alguns, a segunda é a melhor para outros.

“Ele te livrará do laço.” Como? A aflição é frequentemente o meio pelo qual Deus nos livra. Deus sabe que a nossa rebeldia depressa terminará na nossa destruição, e então Ele, na Sua misericórdia, envia a vara. Nós dizemos: “Senhor, por que me acontece isto?”, ignorando que a nossa aflição tem sido o meio para nos livrar de um mal maior. Muitos, pelas suas aflições e contrariedades, foram salvos da ruína; essas aflições e contrariedades espantaram os pássaros que estavam para cair na rede. Noutras ocasiões Deus guarda o Seu povo do laço do passarinheiro dando-lhe grande fortaleza espiritual, de modo que quando forem tentados a fazer o mal, eles digam: “Como é possível que eu faça este horrível mal e peque contra Deus?” Mas, que bênção é pensar que se o crente, em má hora, cair no laço, Deus o tirará para fora dali! Oh, extraviado, entristece-te, mas não desesperes! Ainda que te tenhas extraviado, ouve o que te diz o teu Redentor: “Convertei-vos, ó filhos rebeldes; Eu terei misericórdia de vós.” Porém, tu dizes que não te podes converter porque és um cativo. Então ouve com atenção esta promessa: “Ele te livrará do laço do passarinheiro.” Contudo, tu serás tirado de todo o mal no qual tens caído, e ainda que tu nunca cesses de arrepender-te dos teus caminhos, todavia, O que te ama nunca te rejeitará; Ele receber-te-á e dar-te-á júbilo e alegria para que gozem os ossos que Ele quebrou. Nenhum pássaro do Paraíso morrerá na rede do passarinheiro.



Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: