… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

24 de janeiro


Oswald Chambers 
My Utmost for His Highest
24 de janeiro   O PREPONDERANTE PROPÓSITO DE DEUS

“... Porque te apareci por isto ...” (At 26:16, ARC, Pt)

A visão que Paulo teve no caminho para Damasco não foi uma emoção passageira, mas algo que continha instruções muito claras e categóricas para ele. Paulo declara: “... Não fui desobediente à visão celestial” (At 26:19). Realmente o nosso Senhor disse-lhe: “Toda a tua vida deve ser dominada ou submetida por Mim; não terás nenhum fim, nenhuma meta, nenhum propósito, a não ser os Meus.” E o Senhor também nos diz: “Não me escolhestes vós a Mim, mas Eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades...” (Jo 15:16).



Quando nascemos de novo, se em alguma medida somos espirituais, todos nós temos visões do que Jesus quer que sejamos. Então, é importante que eu aprenda a não ser “desobediente à visão celestial”— a não duvidar que a posso alcançar. Não é suficiente admitir mentalmente que Deus redimiu o mundo e nem sequer basta saber que o Espírito Santo pode fazer uma realidade na minha vida, tudo o que Jesus fez. Devo ter o fundamento de uma relação pessoal com Ele. A Paulo não foi dada uma mensagem ou uma doutrina que devia proclamar, mas ele foi trazido a uma relação pessoal viva e preponderante com Jesus Cristo. At 26:16 é tremendamente premente: “... Para te pôr por ministro e testemunha...”. Aqui não existe nada diferente de uma relação pessoal. Paulo estava consagrado a uma Pessoa, não a uma causa. Ele pertencia totalmente a Jesus Cristo. Ele não compreendia outra coisa, nem vivia para nada mais. “Porque nada me propus saber, entre vós, senão a Jesus Cristo, e Este crucificado” (1Co 2:2, ARC, Pt).



 Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: