… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

1 de fevereiro




C. H. Spurgeon

Leituras Vespertinas

1 de fevereiro

“Mais maravilhoso me era o teu amor.” (2Sm 1:26, ARC, Pt)

Vinde, queridos leitores, cada um nós fale por si mesmo do admirável amor, não de Jónatas, mas de Jesus. Não relataremos o que nos hão dito, porém das coisas que temos provado e manuseado, falaremos do amor de Cristo. O Teu amor por mim, oh Jesus, foi admirável quando eu era um estranho errante longe de Ti “fazendo a vontade da carne e dos pensamentos." O Teu amor me conteve para que eu não cometesse o pecado de morte e me livrou da minha própria perdição. O Teu amor deteve o machado quando a Justiça disse: “Corta-a! Por que ela ocupa ainda a terra inutilmente?” O Teu amor levou-me ao deserto, ali me despiu e me fez sentir a culpa do meu pecado e a carga da minha iniquidade. Quando eu estava tristemente desanimado, o Teu amor falou-me com doçura nestes termos: “Vem a Mim, e Eu dar-te-ei descanso.” Oh, quão incomparável foi o Teu amor quando, num momento, lavou por completo os meus pecados e fez com que a minha alma poluta, que estava carmesim com o sangue de minha natureza pecaminosa e negra com a sujidade das minhas transgressões, fosse branca como a neve e pura como a lã. Como enalteceste o Teu amor quando sussurraste assim aos meus ouvidos: “Eu sou teu e tu és Meu.” Afectuosos foram estes ênfases quando Tu disseste: “O mesmo Pai vos ama.” E graciosos, muito graciosos foram os momentos quando Tu me declaraste “o amor do Espírito,” Nunca a minha alma esquecerá aqueles aposentos de comunhão onde Tu Te hás revelado a mim. Teve Moisés a sua fenda na penha onde viu a glória, as costas do seu Deus? Nós, também, temos as nossas fendas na penha onde temos visto os plenos esplendores da Divindade na pessoa de Cristo. Recorda David os rastos das cabras monteses, a terra do Jordão e dos hermonitas? Nós também podemos recordar lugares queridos à memória, iguais àqueles em bem-aventurança. Precioso Senhor Jesus, dá-nos uma nova porção do Teu maravilhoso amor para que possamos começar o mês com ele. Ámen.






Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: