… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sábado, 11 de fevereiro de 2017

11 de fevereiro



Aos Pés Do Mestre
(At the Master’s feet),
Compilado por Audie G. Lewis
das obras de
C. H. Spurgeon
11 de fevereiro – POR TODA A ETERNIDADE

“E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão.” (Jo 10:28, ARC, Pt)

Não posso avançar uma polegada sem orar no caminho, nem manter a polegada que ganho sem vigiar e permanecer firme. Só a graça me pode preservar e aperfeiçoar-me. A velha natureza acabará com a nova natureza se lhe fosse possível; e até este momento a única razão pela qual a minha nova natureza não está morta é esta: porque não pode morrer. De pudesse morrer, há muito tempo que teria sido assassinada, mas Jesus disse: «Às minhas ovelhas dou a vida eterna» e «aquele que crê em mim tem vida eterna» e portanto o crente não pode morrer. A única religião que te salvará é aquela que não pode deixar porque te possui e não te deixará. Ter a Cristo vivendo em ti e a verdade incrustada na tua própria natureza, ai senhores, esta é a coisa que salva a alma e nada menos que isto. Está escrito no texto: «Porque Deus amou o mundo, de tal maneira, que deu o seu Filho unigénito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna». O que é isto senão uma vida que durará até aos teus sessenta anos e até dez anos mais, uma vida que eclipsará essas estrelas e aquela Lua; uma vida que coexistirá com a vida do Pai Eterno? Enquanto haja um Deus, o crente não só existirá senão que viverá.






A Bíblia, do princípio ao fim, num ano: Ex 25-28


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: