… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

14 de fevereiro


Oswald Chambers
My Utmost for His Highest
14 de fevereiro A DISCIPLINA DE ATENDER A SUA VOZ

O que vos digo em trevas dizei-o em luz; e o que escutais ao ouvido pregai-o sobre os telhados.” (Mt 10:27, ARC, Pt)

Às vezes, Deus faz-nos passar pela disciplina das trevas para nos ensinar a ouvi-Lo e a obedecer-Lhe. As aves canoras aprendem a cantar na escuridão e nós somos postos debaixo da “sombra da Sua mão” até que aprendemos a escutá-lo (Is 49:2). “O que vos digo em trevas…” — Presta atenção quando Deus te põe em trevas e permanece em silêncio enquanto estejas lá. As tuas circunstâncias ou a tua relação com Deus indicam que agora mesmo te encontras em trevas? Se é assim, então cala-te. Se tu abres a tua boca quando não há luz, falarás de uma maneira errada; as trevas são o tempo para escutar. Não fales a esse respeito com ninguém; não leias livros para encontrar a razão das trevas; somente escuta e obedece. Se tu comentas isso com outras pessoas não poderás ouvir o que Deus te está dizendo. Quando te encontras em trevas, escuta; e Deus dar-te-á uma mensagem muito preciosa para alguém mais, uma vez que regresses à luz.



Depois de cada período de trevas devemos experimentar uma combinação de regozijo e humilhação. Se só há alegrias, duvido de que realmente tenhamos escutado a Deus. Deveríamos sentir gozo por termos escutado a Deus, mas especialmente humilhação por demorarmos tanto a escutá-Lo!



Então, exclamaremos: “Quanto demorei a prestar atenção e a compreender o que Deus me esteve dizendo!” E, ainda assim, Deus esteve-o dizendo durante dias e até semanas. Mas, uma vez que O escutas, Ele dá-te o dom da humilhação o qual produz a brandura de coração. Este presente leva-te sempre a escutar a Deus agora.



Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: