… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

17 de fevereiro



C. H. Spurgeon
Leituras Vespertinas
17 de fevereiro

“Sendo que o SENHOR Se achava ali.” (Ez 35:10, ARC, Pt)

OS príncipes do Edom viram toda a terra desolada e creram ser fácil a sua conquista; mas havia no seu caminho uma grande dificuldade, que eles não conheciam, e era que “o SENHOR Se achava ali”. E neste facto residia a singular segurança da terra escolhida. Quaisquer que sejam as maquinações e os estratagemas dos inimigos do povo de Deus, ali está sempre a mesma eficaz barreira para frustrar os seus desígnios. Os santos são a herança de Deus, que está no meio deles para os proteger. Que ânimo nos dá esta segurança nas nossas provas e conflitos espirituais! Somos constantemente combatidos, mas perpetuamente preservados! Quão frequentemente Satanás lança os seus dardos contra a nossa fé!, porém a nossa fé desafia o poder dos ardentes dardos do inferno, os quais não só são desviados mas também apagados no escudo, porque “o SENHOR está ali”. As nossas boas obras são o alvo dos ataques de Satanás. Nunca um santo teve alguma virtude ou graça que não tenha sido o alvo dos projécteis infernais. Quer a firme esperança, quer o amor ardente, quer a paciência que tudo suporta ou quer o zelo que arde sem cessar, tudo isso o velho inimigo do bem tem tentado destruir. A única causa porque o virtuoso ou o amável sobrevive em nós é porque “o SENHOR está ali”.



Se o Senhor está connosco na vida, não temos por que nos preocuparmos quanto à nossa confiança nas horas da morte; porque quando estivermos para morrer, acharemos que “o Senhor está ali”. Onde as ondas são mais tempestuosas e a água é mais fria, tocaremos o fundo e conheceremos que este é bom, pois os nossos pés estarão sobre a Rocha dos Séculos quando o tempo tiver passado. Amado, desde o começo ao fim da vida de um Cristão, a única razão porque ele não perece é porque “o SENHOR está ali”. Se o Deus do eterno amor mudasse e deixasse perecer os Seus escolhidos, então a Igreja de Deus poderia ser destruída; mas não até então, porque está escrito Jehovah-shammah, “o SENHOR está ali”.




Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: