… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

2 de fevereiro


C. H. Spurgeon

Livro de Cheques do Banco da Fé
2 de fevereiro

“E saireis, e crescereis como os bezerros do cevadouro.” (Ml 4:2 ARC, Pt)

Sim, quando o Sol brilha, os enfermos saem das suas habitações e passeiam no exterior para respirarem o ar fresco. Quando o Sol traz a primavera e o verão, o gado vacum deixa os seus estábulos, e busca pastagens nos Alpes mais elevados. Portanto, deste mesmo modo, quando temos uma comunhão consciente com o nosso SENHOR, deixamos o estábulo do desânimo, e passeamos livremente pelos campos da santa confiança. Subimos às montanhas do gozo, e alimentamo-nos com o pasto puro que cresce mais perto do Céu do que a forragem seca dos homens carnais.



“Saireis” e “saltareis” é uma promessa dupla. Oh minha alma, deseja ardentemente ambas as bênçãos! Por que querias ser uma prisioneira? Levanta-te e anda em liberdade. Jesus diz que as Suas ovelhas entrarão e sairão e encontrarão pastagem; sai para fora, então, e alimenta-te nos ricos prados do amor infinito.



Por que razão (desejas) permanecer um bebé na graça? Cresce. Os bezerrinhos crescem rapidamente, especialmente se são alimentados nos estábulos; e tu gozas do especial cuidado de teu Redentor. Cresce, então, na graça, e no conhecimento do teu SENHOR e Salvador. Não sejas limitado (enfezado) nem atrofiado (raquítico) no teu crescimento. O Sol de Justiça tem despontado para ti. Responde aos Seus raios, como os botões das flores (respondem, abrem) ao sol natural. Abre o teu coração, desenvolve-te e cresce nEle em todas as coisas.



 Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: