… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

23 de fevereiro

Aos Pés Do Mestre
(At the Master’s feet),
Compilado por Audie G. Lewis
das obras de
C. H. Spurgeon

23 de fevereiro MANÁ DO CÉU

“Oh! Quão doces são as tuas palavras ao meu paladar! Mais doces do que o mel à minha boca.” (Sl 119:103, ARC, Pt)

Os melhores de nós necessitam de instrução. Não é sábio que o povo cristão esteja tão ocupado com a obra de Cristo que não possa escutar as palavras de Cristo. Devemos alimentarmo-nos ou não poderemos alimentar os outros. A sinagoga não deve estar deserta se é uma sinagoga em que Cristo está presente. E, às vezes, quando o Mestre está presente, que poder há na palavra: não é a eloquência do pregador, nem a fluidez da linguagem nem a novidade da ideia. Há uma influência secreta, uma influência tranquila que entra na alma e a submete à majestade do amor divino. Sente-se a energia vital da Palavra divina, e não é a palavra do homem para ti mas a voz de Deus que desperta e que soa nas antecâmaras do teu espírito e faz que todo o teu ser viva diante de Seus olhos. Em tais ocasiões o sermão é como o maná do céu ou como o pão e o vinho com os quais Melquisedec recebeu a Abraão, tu te alegras e te fortaleces e partes renovado.



A Bíblia, do princípio ao fim, num ano: Lc 17-18

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: