… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sábado, 25 de fevereiro de 2017

25 de fevereiro


Oswald Chambers
My Utmost for His Highest
25 de fevereiro O DESPOJAMENTO EM SERVIÇO

“… Ainda que, amando-vos cada vez mais, seja menos amado.” (2Co 12:15, ARC, Pt)

O amor natural do ser humano espera ser correspondido, mas Paulo está-nos dizendo: “Não me importa se me amas ou não, de todas maneiras estou disposto a privar-me completamente de tudo, a empobrecer-me até a miséria, não só por amor a vós, mas também para que eu vos possa levar a Deus.” “Porque já sabeis a graça do nosso Senhor Jesus Cristo, que, sendo rico, por amor de vós se fez pobre…”, (2Co 8:9). E o conceito que Paulo tinha sobre o serviço era similar ao de nosso Senhor. Sem lhe importar que tão alto fosse o custo para si mesmo, ele estava disposto a pagá-lo com gosto. E isso era para ele um gozo.

A noção que a igreja institucional tem sobre um servo de Deus não é como a de Jesus Cristo. A ideia do Senhor é que O sirvamos a Ele sendo servos dos demais. Na realidade, Jesus Cristo é “mais socialista” do que os socialistas. Ele declarou que no Seu reino o maior seria o servo de todos (Mt 23:11). A prova real de um santo não é que pregue o evangelho, mas sim que lave os pés dos discípulos, isto é, que realize aquelas tarefas que não têm importância segundo a opinião das pessoas, mas que valem tudo do ponto de vista de Deus. Paulo sentia prazer em gastar-se a si mesmo por causa dos interesses de Deus nas outras pessoas, sem se importar quanto isso lhe custasse. Mas nós, antes de O servir detemo-nos a ponderar os nossos interesses pessoais e financeiros. “Suponhamos que Deus quer que me mude para outro lugar. E de quanto é o meu salário? Como é lá o clima? Quem se encarregará das minhas necessidades? Uma pessoa tem de pensar nessas coisas todas.” Tudo isso é uma indicação de que temos reservas a propósito do servir a Deus. Mas o apóstolo Paulo não tinha nenhuma condição nem reserva. Paulo focou a sua vida no conceito de Jesus Cristo sobre um santo do Novo Testamento, isto é, não alguém que simplesmente proclama o Evangelho, mas alguém que se converte em pão partido e vinho derramado nas mãos de Jesus Cristo, por amor dos outros.

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: