… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

9 de fevereiro



C. H. Spurgeon
Livro de Cheques do Banco da Fé
9 de fevereiro

“E farei passar essa terceira parte pelo fogo, e a purificarei, como se purifica a prata, e a provarei, como se prova o ouro; ela invocará o Meu nome, e Eu a ouvirei; direi: É Meu povo; e ela dirá: O SENHOR é meu Deus.” (Zc 13:9, ARC, Pt)

A graça converte-nos em metal precioso, e, por isso, o fogo e o forno seguem-se como uma consequência necessária. Isto sobressalta-nos? Preferimos nós sermos considerados sem valor, para podermos ter repouso, como as pedras do campo? Isto seria escolher a parte mais vil - como Esaú, seria tomar o guisado e renunciar à porção do pacto. Não, SENHOR; de boa vontade nós preferimos ser lançados no forno, do que sermos expulsos da Tua presença!



O fogo só refina; não destrói. Nós temos de ser conduzidos através do fogo, mas não seremos deixados nele. O SENHOR aprecia o Seu povo como prata, e, por isso, Ele esforça-Se para eliminar a sua escória. Se formos sábios, daremos, antes as boas-vindas ao processo refinador, do que recusá-lo. A nossa oração será para que a nossa escória seja tirada de nós, em vez de orarmos para sermos retirados do crisol.



Oh SENHOR, Tu, na verdade, nos provas! Nós estamos prontos a derretermo-nos sob a força da chama. Entretanto, este é Teu o caminho, e o Teu caminho é o melhor. Sustenta-nos na prova, e completa o processo da nossa purificação, e nós seremos Teus para todo o sempre.





 Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: