… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

9 de fevereiro


C. H. Spurgeon 
Leituras Vespertinas
9 de fevereiro
“Não nos conduzas em tentação, mas livra-nos do mal.” (Lc 11:4, ARC, Pt)

AQUILO que somos ensinados a procurar ou a evitar em oração, deveríamos igualmente procurar obtê-lo e evitá-lo na prática. Muito diligentemente, pois, deveríamos evitar a tentação, procurando andar tão cautelosamente no caminho da obediência que nunca cheguemos a tentar ao diabo para que ele nos tente. Não devemos entrar na mata em busca do leão. Poderíamos nós pagar um alto preço por tal presunção. Este leão pode atravessar o nosso caminho ou saltar sobre nós da mata, não obstante nós não podemos fazer nada para caçá-lo. O que se encontre com ele, se sair vitorioso, será depois de uma dura luta. Que o Cristão ore para que possa evitar o encontro. O nosso Salvador, que tem experiência do que a tentação significa, admoesta seriamente os seus discípulos assim: “Orai para que não entreis em tentação.”



Mas seja como for, nós seremos tentados; por isso a oração: “livra-nos do mal.” Deus teve um Filho sem pecado; mas Ele não teve nenhum filho sem tentação. O homem natural nasceu para a aflição como as faíscas voam para cima, e o cristão para a tentação. Devemos estar sempre em guarda contra Satanás, porque, como um ladrão, ele não avisa quando se aproxima. Os crentes que conhecem os métodos de Satã, sabem que há certas ocasiões quando ele muito provavelmente fará um ataque. Assim o cristão é colocado duplamente em guarda por temor do perigo, e o perigo previne-se preparando-se para lhe fazer frente. A prevenção é melhor do que a cura. É melhor que estejas tão bem armado que o diabo não se atreva a atacar-te, do que sofreres os perigos da luta, mesmo que saias vencedor. Pede em oração esta tarde, em primeiro lugar, que não sejas conduzido em tentação; e, em segundo lugar, que se a tentação for permitida, que tu possas ser livre do mal.




Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: