… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

terça-feira, 14 de março de 2017

14 de março



C. H. Spurgeon
Leituras Matutinas
14 de março

“Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe que não caia.” (1Co 10:12, ARC, Pt)

É curioso que haja tal coisa como orgulhar-se da graça. Alguém diz: “Eu tenho muita fé, não cairei; esse, que tem pouca fé, pode cair, mas eu nunca cairei.” “Eu tenho amor ardente” diz outro “posso estar firme; não há perigo de que me desencaminhe.” O que faz alarde da graça, tem pouca graça de que gabar-se. Alguns dos que procedem assim, crêem que os seus dons os podem guardar, não sabendo que o rio deve fluir constantemente com a água que recebe da fonte principal, quando não logo se secará. Se um contínuo fluxo de óleo não chega à candeia, ainda que ela ilumine hoje bem, ela fumegará amanhã, e nocivo será o seu fedor. Toma cuidado para não te glorificares dos teus dons, mas toda a tua glória e confiança estejam em Cristo e no Seu poder, porque só assim poderás ser preservado de quedas. Permanece muito em oração. Gasta muito tempo na santa adoração. Lê as Sagradas Escrituras mais devota e constantemente. Vigia a tua vida mais cuidadosamente. Vive mais perto de Deus. Toma como teu modelo os melhores exemplos. Que a tua conversação tenha a fragrância do Céu. Que o teu coração esteja perfumado com um profundo afeto pelas almas dos homens.  Vive de tal forma que os homens possam conhecer que estiveste com Jesus e que foste ensinado por Ele; e quando chegar aquele ditoso dia, no qual Aquele a quem amaste te diga: “Sobe para cá”, tenhas o gozo de ouvi-Lo dizer-te: “ Combateste o bom combate, acabaste a carreira: desde agora, a coroa da justiça te está guardada, a qual não se desvanecer-se-á.” Adiante, Cristão, com cuidado e cautela! Adiante com santo temor e tremor! Adiante com fé e confiança em Jesus somente, e que a tua constante oração seja: “Sustenta-me conforme a Tua palavra.” Ele é capaz, e só Ele “é poderoso para vos guardar de tropeçar e apresentar-vos irrepreensíveis, com alegria, perante a Sua glória.”



Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: