… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

terça-feira, 21 de março de 2017

21 de março

C. H. Spurgeon
Livro de Cheques do Banco da Fé
21 de março

“Então andarás confiante pelo teu caminho, e o teu pé não tropeçará.” (Pv 3:23, ARC, Pt)

Isto quer dizer que se seguirmos os caminhos da sabedoria e da santidade seremos preservados neles. Aquele que viaja à luz do dia pela estrada real, está sob a proteção do rei. Há um caminho para cada pessoa, isto é, a sua própria vocação na vida, e se nós andarmos piedosamente nele no temor de Deus, Ele defender-nos-á do mal. Talvez não viajemos luxuosamente, porém andaremos a salvo. Talvez já não possamos correr como os jovens, mas poderemos andar como homens bons.



O nosso maior perigo está em nós mesmos: o nosso pé débil, infelizmente, está muito propenso a tropeçar. Peçamos mais fortaleza moral, para que a nossa tendência de resvalar possa ser vencida. Alguns tropeçam porque não vêem a pedra no caminho: a graça divina habilita-nos a ver o pecado, e, assim, evitá-lo. Invoquemos esta promessa e confiemos nAquele, que sustem os Seus escolhidos.



Ai de mim! O nosso pior perigo é a nossa própria negligência, porém, o Senhor Jesus pôs-nos em guarda contra isto, dizendo: “Vigiai e orai.”



Oh, peçamos graça para andar neste dia sem um único tropeção! Não basta que não caiamos de facto; o nosso clamor devia ser para que não chegássemos a dar o menor passo em falso com o nosso pé, até que finalmente possamos adorar, “Àquele que é poderoso para nos guardar de tropeçar.”

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: