… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quinta-feira, 23 de março de 2017

23 de março


Oswald Chambers
 My Utmost for His Highest
23 de março TENHO EU UMA MENTE CARNAL?

Havendo entre vós inveja, contendas e dissensões, não sois, porventura, carnais ?…” (1Co 3:3, ARC, Pt)

O homem natural ou descrente não sabe nada acerca da carnalidade. A partir do novo nascimento, os desejos da carne que lutam contra o Espírito e a luta do Espírito contra a carne, produzem a carnalidade e o conhecimento dela. Mas Paulo disse: “Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne” (Gl 5:16, ARC, Pt). Por outras palavras, a carnalidade desaparecerá.


És contencioso e alteras-te facilmente com ninharias? Crês que aos Cristãos isto nunca lhes acontece? Paulo disse que, com efeito, sim isso lhes acontece e associou estes factos com a carnalidade. Existe alguma verdade na Bíblia que instantaneamente te põe de mau humor? Se é assim, é uma demonstração de que ainda és carnal. Quando o processo de santificação se está desenvolvendo na tua vida, não fica nenhum rastro dessa espécie de espírito.



Se o Espírito de Deus percebe em ti algo que está mal, Ele não te pede que tu o corrijas, Ele apenas te pede que aceites a luz da verdade e Ele o corrigirá. Um filho da luz confessará o seu pecado imediatamente e abrir-se-á a Deus completamente; mas um filho das trevas dirá: “Ai, mas eu tenho uma justificação para isso!” Quando a luz te ilumine e o Espírito te convença de pecado, sê um filho da luz. Confessa a tua maldade e Deus tratará com ela. Se, pelo contrário, te tentas justificar-te, demonstras que és um filho das trevas.



Qual é a prova de que a carnalidade morreu? Nunca te enganes ti mesmo. Quando a carnalidade tiver desaparecido, tu sabê-lo-ás, porque é o facto mais real que tu possas imaginar. E Deus dar-te-á muitas oportunidades para que comproves por ti mesmo o milagre da Sua graça. A prática é a única prova. Vais descobrir-te a ti mesmo dizendo: “Se isso tivesse acontecido antes, a minha atitude teria sido de ressentimento!” E tu nunca deixarás de ser a pessoa mais surpreendida da Terra pelo que Deus tem feito por ti no teu íntimo.

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: