… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

domingo, 26 de março de 2017

26 de março



C. H. Spurgeon 
Leituras Vespertinas
26 de março

“Quando vier na glória de Seu Pai, com os santos anjos.” (Mc 8:38, ARC, Pt)

SE tivermos sido participantes com Jesus na Sua humilhação seremos também participantes com Ele no esplendor que O rodeará quando Ele vier de novo em glória. És tu, amado, um com Cristo Jesus? Liga-te a Ele uma união vital? Então, tu estás hoje com Ele na humilhação; tu tens tomado a Sua cruz e sais com Ele fora do arraial levando o Seu opróbrio. Sem dúvida, tu estarás com Ele quando a cruz é trocada pela coroa. Mas julga-te a ti mesmo esta noite, porquanto se tu não estás com Ele na regeneração, tampouco tu estarás com Ele quando Ele vier na Sua glória. Se tu recuas sobressaltado do lado obscuro da comunhão, não entenderás o seu brilhante e feliz período, quando o Rei vier e todos os Seus santos anjos com Ele. O quê! Estão anjos com Ele? E, contudo, Ele não tomou os anjos— Ele tomou a semente de Abraão. Os santos anjos estão com Ele? Vem, minha alma, se tu, de facto, és Sua amada, não podes estar longe dEle. Se os Seus amigos e os Seus vizinhos são chamados conjuntamente para ver a Sua glória, o que pensas tu que estás casado com Ele? Estarás afastado? Embora este seja um dia de julgamento, todavia, não é possível que estejas longe daquele coração que, tendo admitido na Sua intimidade os anjos, também te admitiu a ti na mesma relação. Não te tem dito Ele, Oh! Minha alma, “desposar-te-ei Comigo em justiça, e em juízo, e em benignidade, e em misericórdias”? Não têm dito os Seus próprios lábios “Eu desposar-te-ei e o Meu prazer está em ti”? Se os anjos, que são só amigos e vizinhos, estarão com Ele, é também muito certo que a Sua amada Hephzibah, em quem está todo o Seu deleite, estará junto a Ele e se sentará à Sua mão direita. Aqui há uma estrela matutina de esperança para ti, de um esplendor tão grande, que ela bem pode iluminar a mais escura e desolada experiência.


 Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: