… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

segunda-feira, 27 de março de 2017

27 de março



Aos Pés Do Mestre
(At the Master’s feet),
Compilado por Audie G. Lewis
das obras de
C. H. Spurgeon
27 de março O NOSSO CANAL DE BÊNÇÃO

“Naqueles dias, adoeceu Ezequias, de morte: e o profeta Isaías, filho de Amós, veio a ele, e lhe disse: Assim diz o Senhor: Ordena a tua casa, porque morrerás, e não viverás. Então virou o rosto para a parede, e orou ao Senhor, dizendo: Ah, Senhor! Sê servido de te lembrar de que andei diante de ti em verdade, e com o coração perfeito, e fiz o que era reto aos teus olhos. E chorou Ezequias, muitíssimo. Sucedeu, pois, que, não havendo Isaías ainda saído do meio do pátio, veio a ele a palavra do Senhor, dizendo: Volta, e dize a Ezequias, chefe do meu povo: Assim diz o Senhor, Deus de teu pai, David: Ouvi a tua oração, e vi as tuas lágrimas; eis que eu te sararei; ao terceiro dia, subirás à casa do Senhor.” (2Rs 20:1-5, ARC, Pt)

Não deveria haver oração nos nossos corações quando Deus tem assinalado que a oração deve ser o canal de bênção para os pecadores, assim como para nós mesmos? Então, como podemos dizer que somos Cristãos? Tu poderias dizer: “Bem, eu creio que eu poderia ser dispensado”, mas eu devo contestar-te que não. “Estou muito doente” diz algum. Ah, então podes deitar-te e orar.

“Sou tão pobre”, diz outro. Bem, não te cobram nem um centavo por cada vez que oras a Deus. Não importa quão pobre sejas, as tuas orações são igualmente aceitáveis; somente recorda, se és tão pobre, deves orar ainda mais porque não podes dar a tua oferenda, como convém, em ouro. Eu gostaria que dissesses como o apóstolo: “Não tenho prata nem ouro; mas o que tenho isso te dou. Meu Mestre, orarei muito.”

“Ah” diz outro, “mas eu não tenho talentos.” Essa é outra razão pela qual deves orar mais e não pela qual devas deixar de orar porque se não podes contribuir para o serviço público da igreja por falta de talento, deves contribuir ainda com mais ardor para o seu fortalecimento mediante o exercício privado da oração e da intercessão e assim fazer fortes aqueles que são mais aptos para ir à frente.

A Bíblia, do princípio ao fim, num ano:  At 10-12

 Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: