… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

terça-feira, 28 de março de 2017

28 de março


C. H. Spurgeon
Livro de Cheques do Banco da Fé

28 de março


“E o SENHOR te porá por cabeça, e não por cauda.” (Dt 28:13, ARC, Pt)

Se obedecermos ao SENHOR, Ele compelirá os nossos adversários a ver que a Sua bênção descansa sobre nós. Ainda que esta seja uma promessa da Lei, contudo ela continua válida para o povo de Deus, porque Jesus tem tirado a maldição e tem estabelecido a bênção.


É dever dos santos mostrar o caminho aos homens por uma santa influência: eles não são a cauda, para serem arrastados de cá para lá pelos outros. Não temos de ceder à mentalidade da época, mas compelir a época a que renda homenagem a Cristo. Se o SENHOR está connosco, não almejaremos tolerância para a religião, mas procuraremos sentá-la no trono da sociedade. Não tem o SENHOR Jesus feito do Seu povo sacerdotes? Com certeza que eles devem ensinar e não ser aprendizes das filosofias dos incrédulos. Não somos feitos reis em Cristo para reinar sobre a Terra? Como, então, podemos ser os servos do costume, os escravos da opinião humana?



Querido amigo, tens tomado a tua própria posição a favor de Jesus? Muitos calam-se porque são tímidos, se não cobardes. Poderemos permitir que o nome do SENHOR Jesus seja mantido na obscuridade? Há de a nossa fé arrastar-se como uma cauda? Não deveria ela antes guiar o caminho e ser a força reinante em nós mesmos e nos outros?


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: