… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quarta-feira, 29 de março de 2017

29 de março



C. H. Spurgeon 
Leituras Vespertinas

29 de março

“Chamei-o, e não me respondeu. “ (Ct 5:6, ARC, Pt)

A oração, às vezes, aguarda, como um peticionário que está no portão, até que o Rei saia a encher o seu seio com as bênçãos que ele busca. Quando o Senhor tem dado grande fé costuma prová-la por grandes demoras. Ele tem permitido que as palavras dos Seus servos ecoassem nos Seus próprios ouvidos como provenientes dum céu de bronze. Os Seus servos bateram na porta áurea, mas esta permaneceu sem se abrir como se os seus gonzos se tivessem enferrujado. Como Jeremias, eles clamaram: “Cobriste-Te de nuvens, para que não passe a nossa oração.” Assim, os verdadeiros santos têm continuado por muito tempo em paciente espera, sem receber resposta, não porque as suas orações não fossem fervorosas, nem porque elas fossem recusadas, mas sim porque assim Lhe agradou a Ele, que é um Soberano, e que dá de acordo com a Sua vontade. Se a Ele Lhe agrada ordenar que a nossa paciência seja exercitada, não fará Ele, como Ele deseja, com os Seus? Os mendigos não devem escolher o tempo, o lugar ou a forma como o favor lhes será concedido. Porém, nós devemos tomar cuidado para não considerarmos as demoras na oração como negações. Os cheques de Deus, com datas atrasadas, serão pagos pontualmente. Não podemos permitir que Satã debilite a nossa confiança no Deus da verdade, assinalando as nossas orações não respondidas. As petições não respondidas não indicam que não foram ouvidas. Deus guarda as nossas orações numa pasta de arquivo; elas não serão levadas pelo vento, mas entesouradas nos arquivos do Rei. Este é um registo na corte celestial onde cada oração é recordada. Crente (posto) à prova, o teu Senhor tem uma redoma, na qual as lágrimas de grande valor, de dor sagrada, são deitadas, e um livro, no qual, os teus gemidos santos são registados. Já a seguir a tua súplica prevalecerá. Não podes conformar-te, esperando um pouco? Não será o tempo do teu Senhor melhor do que o teu tempo? Já a seguir Ele aparecerá para o gozo da tua alma e te fará tirar o saco (1) e as cinzas da tua longa espera e te vestirá o linho fino escarlate de gozo ilimitado.

(1) Antiga vestimenta usada em sinal de luto.


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: