… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sexta-feira, 31 de março de 2017

31 de março



C. H. Spurgeon
Livro de Cheques do Banco da Fé

31 de março


“Não temas o pavor repentino, nem a assolação dos ímpios quando vier. Porque o SENHOR será a tua esperança e guardará os teus pés de serem presos.” (Pv 3:25-26 ARC, Pt)

Quando Deus realiza juízos em diferentes direcções, Ele não quer que o Seu povo se alarme. Ele não sai para causar dano, mas para defender os justos.



Ele quer que eles manifestem coragem. Nós, que gozamos da presença de Deus, devíamos mostrar presença de espírito. Uma vez que o próprio Senhor poderá vir inopinadamente, nós não devíamos ser surpreendidos por nada inopinado. A serenidade sob o ímpeto e o estrondo de males inesperados, é um dom precioso do amor divino.



O Senhor quer que os Seus escolhidos mostrem discernimento, de tal forma, que possam ver que a desolação dos ímpios não é uma calamidade real para o Universo. Somente o pecado é mau; o castigo que o segue é como um sal que preserva, para guardar a sociedade da putrefacção. Devíamos estar mais indignados contra o pecado que merece o Inferno, do que contra o Inferno que é o resultado do pecado.



Assim, também, o povo do Senhor deverá mostrar grande paz de espírito. Satã e a sua semente da serpente estão cheios de subtileza; porém, aqueles que andam com Deus não serão apanhados nas suas enganosas ciladas. Continua, crente em Jesus, e deixa que o SENHOR seja a tua confiança.


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: