… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sábado, 1 de abril de 2017

1 de abril


C. H. Spurgeon
Livro de Cheques do Banco da Fé
1 de abril

«E ali haverá um alto caminho (...) os caminhantes, até mesmo os loucos, não errarão.» (Is 35:8, ARC, Pt)

O caminho da santidade é tão recto e óbvio, que as mentes mais simples não podem extraviar-se nele, se o seguirem constantemente. Os sábios segundo o mundo dão muitas guinadas e voltas, e, apesar de tudo, cometem terríveis disparates e geralmente falham os seus objectivos. A prudência mundana é uma pobre coisa míope, e quando os homens a escolhem como o seu caminho, ela condu-los por montes sombrios. As mentes indulgentes só sabem fazer o que o SENHOR lhes ordena; apenas isto as mantém no caminho régio e sob a protecção real.

Que o leitor nem sequer intente, nem apenas por uma vez, sair de qualquer dificuldade por intermédio de uma falsidade, ou por meio de um acto de honestidade um tanto duvidosa; porém que continue no meio da estrada real da verdade e da integridade, e estará seguindo o melhor caminho possível. Nas nossas vidas jamais devemos navegar com rodeios, nem sonhar com evasivas. Sê justo e não temas. Segue a Jesus e não tenhamos cuidado com consequências daninhas. Se o pior dos males pudesse ser evitado fazendo o mal, na mera tentativa de o fazer, cairíamos num mal pior que seria pior do qualquer outro mal. O caminho de Deus é o melhor de todos os caminhos. Segue-o, ainda que os homens te considerem um idiota, e tu serás verdadeiramente sábio.

SENHOR, guia os Teus servos pelo caminho da rectidão por causa dos seus inimigos.

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: