… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sábado, 1 de abril de 2017

1 de abril



C. H. Spurgeon
Leituras Vespertinas

1 de abril

“É tempo de buscar o SENHOR.” (Os 10:12, ARC, Pt)

DESTE mês de abril é dito que deriva o seu nome a partir do verbo latino “aperio”, o que significa abrir, porque todos os botões e flores estão agora abrindo-se, e nós chegámos às portas do ano florido. Amado leitor, se tu ainda não tens o gozo de ser salvo, procura que o teu coração, em harmonia com a natureza, se abra para receber o Senhor. Que cada rebento que floresça este ano seja para ti uma advertência de que tem chegado o tempo de procurar o Senhor. Não vivas desafinado com a natureza, mas faz com que do teu coração brotem desejos santos. Dizes-me que o sangue ardente da juventude bole em tuas veias? Então, eu suplico-te que consagres as tuas energias juvenis para servir ao SENHOR. Eu tenho-me sentido indizivelmente feliz por ter sido chamado nos primeiros anos da minha vida, e por isso louvo o Senhor com prazer todos os dias. A salvação é impagável, qualquer seja a idade em que a recebemos, mas oh!, uma salvação temporã tem em si um valor duplicado. Jovens de ambos os sexos, visto que podeis perecer antes de chegar à maturidade, anuncio-vos “É tempo de buscar o SENHOR.” E vós que sentis os primeiros sintomas de decadência, apressai os vossos passos; essa tosse seca, essa cor amarela são avisos com os quais não deveis brincar. Para vós, pois, de facto, chegou o tempo de buscar o Senhor. Observo eu que os teus cabelos, antigamente tão formosos, estão-se encanecendo? Tende presente que os anos correm apressadamente, e que a morte se aproxima com celeridade. Que cada regresso da primavera te desperte para pores a sua casa em ordem. Amado leitor, se a tua idade é avançada rogo-te e imploro-te que não demores mais. O dia da graça ainda não terminou para ti; mostra-te agradecido, mas não esqueças que a sua duração é muito limitada. Aqui neste quarto silencioso, nesta primeira noite de outro mês, eu falo para ti o melhor que posso por intermédio de papel e tinta, e do meu íntimo da alma, como servo de Deus, eu coloco diante de ti este aviso; “É tempo de buscar o SENHOR.” Não desprezes esta admoestação, pois ela poderá ser a última chamada que te é dirigida para fugires da destruição, as últimas sílabas dos lábios da graça.


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: