… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

segunda-feira, 10 de abril de 2017

10 de abril



Oswald Chambers
 My Utmost for His Highest
10 de abril DECISÃO COMPLETA E EFICAZ SOBRE O PECADO

Sabendo isto, que o nosso homem velho foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado.” (Rm 6:6, ARC, Pt)

Co-crucificação. Já tomaste a seguinte decisão a respeito do pecado: que ele deve morrer completamente em ti? Leva muito tempo para chegar ao ponto de tomar esta decisão completa e eficaz sobre o pecado. É, no entanto, o grande momento na tua vida quando decides que o pecado deve morrer em ti, e não simplesmente ser contido, reprimido, ou combatido, mas crucificado, assim como Jesus Cristo morreu pelo pecado do mundo. Ninguém pode levar outra pessoa a tomar esta decisão. Podemos estar mentalmente e espiritualmente convencidos, mas o que temos de fazer é realmente tomar a decisão que Paulo nos exortou a fazer nesta passagem.



Levanta-te, passa algum tempo a sós com Deus, e toma esta importante decisão, orando: “identifica-me com a Tua morte até que eu saiba que o pecado está morto em mim.” Toma a decisão moral de que o pecado em ti deve morrer.



Esta não era uma expectativa divina do futuro por parte de Paulo, mas foi uma experiência muito radical e definitiva na sua vida. Estás tu preparado para permitir que o Espírito de Deus te examine até que saibas qual o nível e a natureza do pecado na tua vida, para veres em ti as coisas que lutam contra o Espírito de Deus? Se é assim, então vais concordar com o veredicto de Deus sobre a natureza do pecado, que deve ser identificado com a morte de Jesus? Não te podes considerar “como morto para o pecado o pecado” (Rm 6:11), a menos que tenhas lidado radicalmente com a questão da tua vontade diante de Deus.



Já iniciaste o glorioso privilégio de ser (estar) crucificado com o Senhor até que tudo o que fique na tua carne e sangue seja a vida de Cristo? “Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim…” (Gl 2:20, ARC, Pt).

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: