… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

terça-feira, 11 de abril de 2017

11 de abril



C. H. Spurgeon
Leituras Matutinas

11 de abril

“Como água me derramei, e todos os meus ossos se desconjuntaram.” (Sl 22:14, ARC, Pt)

CONTEMPLOU a Terra ou o Céu alguma vez um espetáculo mais triste de aflição? Na alma e no corpo o nosso Senhor sentiu-Se fraco como a água que corria pelo chão. A colocação da cruz no seu suporte sacudiu-O com grande violência, forçou todos os Seus ligamentos, magoou todos os nervos, e, mais ou menos, deslocou todos os Seus ossos. Sobrecarregado com o Seu próprio peso, a augusta Vítima sentiu a crescente tensão em cada momento daquelas seis largas horas. A Sua sensação de desfalecimento e a Sua debilidade geral afligia-O, enquanto que para a Sua própria consciência, Ele veio a ser nada senão uma massa de miséria e de enfermidade desfalecida. Quando Daniel viu a grande visão, ele descreve assim as suas impressões: “E não ficou força em mim; e transmudou-se em mim a minha formosura em desmaio, e não retive força alguma” e quanto mais abatido deverá ter estado o nosso Grande Profeta quando viu a terrível visão da ira de Deus, e a sentiu na Sua própria alma! Para nós teria sido impossível suportar as sensações que o nosso Senhor experimentou, e uma espécie de inconsciência teria vindo em nosso socorro, mas no Seu caso, Ele foi ferido e sentiu a espada, Ele esvaziou a taça e provou cada gota.

“Oh Rei de Dores! (Um título estranho, ainda que legítimo,
Para Ti, entre todos os reis, apenas adequado)
Oh Rei de Chagas! Como devo eu lamentar por Ti,
Aquele que Se ocupa, por mim, em cada dor!”

Enquanto nós nos ajoelhamos diante do trono do Salvador subido, (que agora está à mão direita de Deus), que recordemos bem o meio pelo qual Ele preparou esse trono como um trono de graça para nós; que nós bebamos em espírito da Sua taça, a fim de que possamos ser fortalecidos para a nossa hora de aflição sempre que ela possa ocorrer. No corpo natural de Jesus cada um dos membros sofreu; e assim também deve ser no espiritual. Porém, como de todas as Suas provas e aflições o Seu corpo saiu ileso para a glória e para o poder, assim também o Seu corpo místico atravessará a fornalha sem que passe por cima dele nem o cheiro de fogo.

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: