… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sexta-feira, 14 de abril de 2017

14 de abril



C. H. Spurgeon
Leituras Vespertinas

14 de abril

“Dizei aos justos que bem lhes irá.” (Is 3:10, ARC, Pt)

Tudo vai bem aos justos SEMPRE. Se aqui estivesse mencionado: “Dizei ao justos que bem lhes irá na sua prosperidade”, nós deveríamos ter estado agradecidos por tão grande bênção, porque a prosperidade é uma hora de perigo, e é um dom do Céu o estarmos assegurados contra as suas armadilhas. Ou se tivesse escrito: “Bem lhes irá na perseguição”, deveríamos ter estado também agradecidos por tão animadora segurança, porque a perseguição é dura de suportar; mas, quando não se menciona a ocasião, toda a circunstância está incluída. As “promessas” de Deus devem ser sempre entendidas no seu sentido mais amplo. Desde o começo até ao fim do ano; desde as primeiras sombras da noite até que os primeiros raios do dia brilhem, em todas as circunstâncias e sob todas as circunstâncias, irá bem com o justo. Vai tão bem com ele que não poderíamos imaginar nada melhor, pois ele está bem alimentado: alimenta-se com a carne e o sangue de Jesus; ele está bem vestido: ele veste a imputada justiça de Cristo; ele está bem agasalhado: ele vive em Deus; ele está bem casado: a sua alma está unida com Cristo nos laços de uma união matrimonial; ele está bem provido, pois o SENHOR é o seu Pastor; ele tem um bom dote, pois o Céu é a sua herança. Também vai bem com o justo por disposição divina, pois é a boca de Deus a que expressa a sua confortante segurança. Oh! Amado, se Deus declara que tudo vai bem, podem dez mil demónios declarar que vai mal, que nós nos riremos deles todos, de desprezo. Bendito seja Deus por uma fé que nos capacita a crer nEle quando as criaturas O contradizem. Oh! Justo, a Palavra diz que irá bem contigo em todo tempo, oh tu que és justo! Então, amado, se tu não podes ver isto, deixa que a palavra de Deus ocupe o lugar dos teus olhos; sim, crê nesta promessa sob a divina autoridade com mais confiança do que se os teus olhos e os teus sentimentos ta expressassem. Quem Deus abençoa, é, de facto, bem-aventurado; e o que os Seus lábios declaram é verdade, a mais segura e firme.

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: