… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sábado, 15 de abril de 2017

15 de abril


Aos Pés Do Mestre
(At the Master’s feet),
Compilado por Audie G. Lewis
das obras de
C. H. Spurgeon
15 de abril O PORTA-BANDEIRA

“A nossa leve e momentânea tribulação produz, para nós, um peso eterno de glória mui excelente.” (2Co 4:17, ARC, Pt)

Pensamos demasiado em nós mesmos e falamos da vida como se fosse um conflito demasiado duro devido à carga dos nossos cuidados e responsabilidades; mas, que comparação existe entre a nossa carga e a de Jesus? Um pastor com um grande rebanho não carece de ansiedades a cada hora; mas, o que são essas ansiedades ante os cuidados do pastor Chefe? Ele velou pela grande multidão que nenhum homem pode contar, que lhe foi encarregada pelo Pai, e Ele levou as dores de todos eles. Esta é uma carga que tu e eu, meu querido amigo, nem sequer podemos imaginar e, não obstante, sem pôr de lado o peso, Ele lutou contra o mundo e venceu-o.

Quando toda a multidão parte para a batalha, cada um de nós toma um lugar nas filas e a guerra continua contra todos nós; mas, aonde crês tu que as flechas voaram em maior quantidade? Para onde foram arrojados os dardos um atrás do outro, uma descarga como pedriscos? “O porta-bandeira entre os dez mil” era o alvo principal. Parece-me a mim que o príncipe das trevas disse aos seus exércitos: “Não pelejareis, nem contra pequeno, nem contra grande, mas só contra o rei de Israel”, porque ele foi tentado em tudo como nós. Tu e eu encontramos algumas tentações mas Ele suporta-as todas. Eu tenho as minhas e tu tems as tuas, mas Ele teve as minhas e as tuas e aquelas que são comuns a todos os Seus santos; não obstante, estando no centro da refrega, Ele permaneceu ileso e clamou: “Eu venci ao mundo”. A graça, portanto, também nos pode vestir de triunfo porque nenhuma carga suprema de hostes sobre hostes jamais será dirigida contra nós.




A Bíblia, do princípio ao fim, num ano: Rm 9-10

 Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: