… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

terça-feira, 18 de abril de 2017

18 de abril

Aos Pés Do Mestre
(At the Master’s feet),
Compilado por Audie G. Lewis
das obras de
C. H. Spurgeon
18 de abril O PODER SUSTENTADOR DE DEUS

“Bendito seja o Deus e Pai do nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua grande misericórdia, nos gerou de novo, para uma viva esperança, pela ressurreição de Jesus Cristo de entre os mortos. Para uma herança incorruptível, incontaminável, e que se não pode murchar, guardada nos céus para vós.” (1Pe 1:3-4, ARC, Pt)

Guardada nos céus para vós, que, mediante a fé, estais guardados, na virtude de Deus, para a salvação” (1Pe 1:4-5, ARC, Pt). Quiçá este seja um dos melhores elixires para um Cristão com pesar: que não está protegido pelo seu próprio poder e que não fica à mercê do seu próprio amparo mas que o protege o Altíssimo. “A minha carne e o meu coração desfalecem; mas Deus é a fortaleza do meu coração, e a minha porção para sempre” (Sl 73:26, ARC, Pt). “Porque eu sei em quem tenho crido, e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito, até àquele dia” (2Tm 1:12, ARC, Pt). Porém, se se tirasse essa doutrina de que o Salvador guarda o Seu povo, onde se quedaria a minha esperança? O que tem o Evangelho que mereça a minha pregação ou que mereça que tu o recebas? Eu sei que Ele disse: “E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da Minha mão.” (Jo 10:28, ARC, Pt). Mas, Senhor, se eles desfalecerem, se eles começarem a murmurar na sua aflição? Não perecerão então? Não, eles nunca perecerão. Mas imagina que a dor se faça tão intensa que a sua fé fraqueje. Não perecerão então? Não. “Nunca perecerão nem nenhum homem os arrebatará da Minha mão.” Ah! Esta é a doutrina, a segurança que dá ânimo: “Isto é para vós motivo de grande alegria, apesar de que até agora tiveram de sofrer diversas provas por algum tempo.” (1Pe 1:6)




A Bíblia, do princípio ao fim, num ano: Rm 15-16

 Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: