… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

terça-feira, 18 de abril de 2017

18 de abril



 C. H. Spurgeon
Livro de Cheques do Banco da Fé
18 de abril

“Assim serei contigo; não te deixarei nem te desampararei.” (Js 1:5, ARC, Pt)

Esta palavra dita a Josué é citada muitas vezes; é a base daquelas outras do Novo Testamento: “Não te deixarei nem te desampararei.”

Amados, temos perante nós uma vida de guerra, mas o SENHOR dos Exércitos está connosco. Somos chamados para guiar um povo grande, mas inconstante? Esta promessa garante-nos toda a sabedoria e prudência que houvermos de necessitar. Temos de contender com inimigos astutos e poderosos? Aqui temos força e valor, heroísmo e vitória. Temos uma vasta herança para conquistar? Por este sinal alcançaremos o nosso propósito; o SENHOR, Ele mesmo, está connosco.

Seria terrível, na verdade, para nós se o SENHOR nos faltasse; mas, como isto nunca pode suceder, os ventos da ansiedade são apaziguados nas cavernas da divina fidelidade. O SENHOR em nenhuma ocasião nos abandonará. Não importa o que aconteça, Ele estará ao nosso lado. Os amigos abandonam-nos, e a sua ajuda é como um aguaceiro em abril; mas Deus é fiel, Jesus é o mesmo para sempre, e o Espírito Santo habita em nós.

Vem, minh’alma, acalma-te e tem esperança hoje. Poderão surgir nuvens (sobre nós), mas o SENHOR pode dissipá-las. Como Deus não me faltará, também a minha fé não há de faltar; e, como Ele não me desamparará, eu também não O desampararei. Oh, que o SENHOR nos conceda uma fé tranquila!

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: