… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sexta-feira, 21 de abril de 2017

21 de abril

Oswald Chambers

My Utmost for His Highest
21 de abril NÃO MAGOES O SENHOR
Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe?” (Jo 14:9, ARC, Pt)

O nosso Senhor deve estar repetidas vezes surpreendido connosco, surpreendido com a forma como nós somos “não-simples”. São as nossas próprias opiniões que nos fazem estúpidos e lentos para entender, mas quando somos simples nunca somos estúpidos, temos discernimento o tempo todo. Filipe esperava a futura revelação de um tremendo mistério, mas não em Jesus, a Pessoa que ele achava que já conhecia. O mistério de Deus não está no que vai acontecer, mas está agora presente, apesar de esperarmos que ele seja revelado no futuro em algum acontecimento momentoso e esmagador. Nós não temos nenhuma relutância em obedecer a Jesus, mas é muito provável que O estejamos magoando pelo que pedimos, “Senhor, mostra-nos o Pai … “ (Jo 14:8, ARC, Pt).

A Sua resposta não se fez esperar, dizendo: “Não podes vê-Lo? Ele sempre está aqui ou Ele não está em nenhuma parte onde possas encontrá-Lo.” Nós esperamos que Deus Se manifeste a Seus filhos, mas Deus só Se manifeste em Seus filhos. E enquanto outras pessoas vêem a evidência, o filho de Deus não. Queremos estar plenamente conscientes do que Deus está fazendo em nós, mas não podemos ter completa consciência e esperar permanecer razoáveis ou equilibrados nas nossas expectativas acerca dEle. Se tudo o que nós estamos pedindo a Deus que nos dê são experiências, e a consciência dessas experiências está bloqueando o nosso caminho, então nós magoamos o Senhor. As próprias perguntas que fazemos magoam Jesus, porque elas não são as perguntas de um filho.

“Não se turbe o vosso coração ...” (Jo 14:1, 27, ARC, Pt ). Estou eu, então magoando Jesus, permitindo que o meu coração se turbe? Se eu creio em Jesus e nos Seus atributos, estou eu vivendo de acordo com a minha crença? Estou eu permitindo que alguma coisa me perturbe o meu coração, ou eu estou permitindo que algumas questões que são erróneas ou desajustadas entrem nele? Eu tenho de chegar ao ponto da relação absoluta e inquestionável que aceita tudo exatamente como vem dEle. Deus nunca nos guia para algum tempo no futuro, mas guia-nos sempre aqui e agora. Compreende que o Senhor está aqui agora, e a liberdade que recebes é imediata.

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: