… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

domingo, 23 de abril de 2017

23 de abril


C. H. Spurgeon
Leituras Matutinas
23 de abril

“Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou.” (Rm 8:37, ARC, Pt)

NÓS vamos a Cristo em busca de perdão, e nessa ocasião, com demasiada frequência, procuramos na lei poder para combater os nossos pecados. Paulo repreende-nos assim: “Ó insensatos gálatas! Quem vos fascinou para não obedecerdes à verdade? Só quisera saber isto de vós: recebestes o Espírito pelas obras da lei ou pela pregação da fé? Sois vós tão insensatos que, tendo começado pelo Espírito, acabeis agora pela carne?” Leva os teus pecados para a cruz de Cristo, pois o velho homem só pode ser crucificado ali: nós estamos crucificados com Ele. A única arma para combater o pecado é a lança que transpassou o lado de Jesus. Demos uma ilustração: Tu precisas dominar um temperamento colérico: Como procedes? É muito possível que tu nunca tenhas tentado o correto procedimento, que é o de apresentar a Jesus esse mal. Como obtive a salvação? Fui a Jesus tal qual era (estava), e confiei nEle para que me salvasse. Devo matar da mesma maneira o meu temperamento colérico? Este é o único modo como posso matá-lo sempre. Tenho de ir com ele à cruz e dizer a Jesus: “Senhor, eu confio em Ti para que me livres deste mal.” Esta é a única maneira de lhe dar um golpe mortal. És cobiçoso? Sentes que o mundo te enreda? Podes batalhar contra esse mal quanto queiras, mas se ele for um pecado que te aflige constantemente, tu nunca serás libertado dele de nenhum outro modo senão pelo sangue de Jesus. Leva-o a Cristo. Diz-Lhe: “Senhor, eu tenho confiado em Ti; o Teu nome é Jesus, pois Tu salvas o Teu povo dos seus pecados. Senhor, este é um de meus pecados: salva-me dele.” Os ritos religiosos não valem nada sem Cristo, como meio de humilhação. As tuas orações, os teus arrependimentos e as tuas lágrimas, a totalidade delas, não valem nada à parte dEle. “Ninguém, exceto Jesus, pode fazer bons aos pecadores desamparados” ou tão-pouco aos santos impotentes. Tu deves ser vencedor por meio dAquele que Te amou, se vencedor queres ser. Os nossos louros devem crescer entre as Suas oliveiras, em Getesêmane.


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: