… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

terça-feira, 25 de abril de 2017

25 de abril


 C. H. Spurgeon
Livro de Cheques do Banco da Fé
25 de abril

“O justo anda na sua sinceridade; bem-aventurados serão os seus filhos depois dele.” (Pv 20:7, ARC, Pt)

É natural (que tenhamos) ansiedade acerca da nossa família, contudo, nós seremos sábios se a transformarmos em preocupação pelo nosso próprio caráter. Se andarmos diante do SENHOR em integridade, faremos mais para abençoar os nossos descendentes, do que se lhes legássemos grandes bens. A vida santa de um pai é um rico legado para os seus filhos.

O homem reto deixa aos seus herdeiros o seu exemplo, e isto em si mesmo é uma mina de verdadeira riqueza. Quantos homens podem atribuir o seu êxito na vida ao exemplo dos seus pais!

Ele também lhes deixa a sua reputação. As pessoas pensam bem melhor de nós como filhos de um homem que era de confiança, os sucessores de um comerciante de excelente reputação. Oh, que todos os jovens tenham o desejo de conservar (o bom) nome da família!
Sobretudo, ele deixa aos seus filhos as suas orações e a bênção de um Deus que ouve as orações, e estas fazem com que a nossa descendência seja favorecida entre os filhos dos homens. Deus salvá-los-á ainda que seja depois que tenhamos morrido. Oh, que eles fossem salvos imediatamente!

A nossa integridade pode ser o meio de Deus para salvar os nossos filhos e as nossas filhas. Se eles veem a verdade da nossa religião demonstrada nas nossas vidas, poderá ser que creiam em Jesus por si mesmos. SENHOR, cumpre esta palavra para com a minha família!

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: