… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quarta-feira, 26 de abril de 2017

26 de abril

 C. H. Spurgeon
Livro de Cheques do Banco da Fé
26 de abril

“Assim o SENHOR teu Deus te abençoará em tudo o que fizeres.” (Dt 15:18, ACF, Pt)


Um amo israelita tinha de dar a liberdade ao seu escravo no devido tempo, e, quando ele deixava o seu serviço, dar-lhe uma porção liberal para ele começar uma nova vida por sua conta. Tinha de fazer isto cordialmente, e com alegria, e então o SENHOR prometia abençoar o ato generoso. O espírito deste preceito, e, na verdade, toda a lei de Cristo, obriga-nos a tratar bem os nossos empregados. Devemos recordar-nos como o SENHOR nos tem tratado, e isto faz com que seja absolutamente necessário que tratemos os demais benignamente. É conveniente que aqueles que são filhos de um Deus cheio de compaixão sejam generosos. Como podemos esperar que o nosso grande Senhor abençoe o nosso negócio se oprimirmos a quem nos serve?



Que bênção está aqui posta diante da mente liberal! Ser abençoados em tudo o que fazemos é ser verdadeiramente abençoados. O SENHOR nos enviará esta bênção dividida em partes: uma parte como prosperidade, outra parte como contentamento da mente, e outra parte como o sentido do Seu favor, que é a melhor de todas as bênçãos. Ele pode fazer-nos sentir que estamos sob o Seu cuidado especial, e que estamos rodeados do Seu amor peculiar. Isto torna esta vida terrestre num gozoso prelúdio da vida vindoura. A bênção de Deus é mais do que uma fortuna. Enriquece, e não acrescenta com ela, aflição.


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: