… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sexta-feira, 28 de abril de 2017

28 de abril


Aos Pés Do Mestre
(At the Master’s feet),
Compilado por Audie G. Lewis
das obras de
C. H. Spurgeon

28 de abril – O FRUTO VEM MAIS TARDE

“Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto.” (Jo 15:2, ARC, Pt)

Quando tenhamos problemas, não esperemos perceber algum benefício imediato como resultado deste. Eu mesmo tenho tratado de ver, estando numa profunda dor, se me hei resignado um pouco mais ou se tenho tornado mais fervoroso na oração, ou mais absorto na comunhão com Deus, e confesso que nesses ditos momentos nunca fui capaz de ver nem o mais ligeiro rasto de melhoria porque a dor distrai e dispersa os pensamentos. Recorda a palavra: “mas, depois produz um fruto de justiça e paz” (Hb 12:11). O jardineiro toma a sua faca e poda as árvores frutíferas para que estas dêem mais fruto; o seu filhinho vem caminhando atrás, pisando-lhe os calcanhares e grita: “Pai, eu não vejo que o fruto nasça nas árvores depois que as podaste.” Não, filho querido, não é provável que o vejas, mas vem cá passados alguns meses quando chegar a época de dar frutos e verás as maçãs douradas que agradecem a poda. O fruto do Espírito que tem a intenção de perdurar, requer um tempo para ser produzido e não se amadurece numa noite.



Num crente verdadeiro os problemas graves têm o efeito de enfraquecer as raízes da sua alma em direção à Terra e de apertar a firme ancoragem do seu coração em direção ao Céu. Todo o marinheiro do mar da vida sabe que quando sopram as brisas suaves, os homens tentam navegar no mar aberto com velas desdobradas, mas quando vem a tormenta negra, uivando desde a sua guarida, apressam-se para o porto a toda velocidade.




A Bíblia, do princípio ao fim, num ano: 1Co 7-8

 Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: