… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

domingo, 9 de abril de 2017

9 de abril



C. H. Spurgeon
Livro de Cheques do Banco da Fé

9 de abril

“Muita paz têm os que amam a Tua Lei, e para eles não há tropeço.” (Sl 119:165, ARC, Pt)

Sim, um verdadeiro amor pelo grande Livro, trar-nos-á grande paz do grande Deus, e será uma grande proteção para nós. Vivamos constantemente na companhia da lei do SENHOR, e isto produzirá nos nossos corações uma tranquilidade tal que nenhuma outra coisa poderá produzir. O Espírito Santo atua como Consolador por meio da Palavra, e derrama abundantemente essas benignas influências que acalmam as tempestades da alma.

Nada serve de pedra de tropeço para o homem no qual habita ricamente a Palavra de Deus. Ele toma a sua cruz diária que se torna num deleite. Está preparado para a tribulação ardente, e não a considera como algo estranho, para ficar completamente abatido por ela. Não tropeça na prosperidade —como fazem muitos— nem é esmagado pela adversidade —como outros têm sido— porque vive além das circunstâncias variáveis da vida exterior. Quando o seu SENHOR põe diante dele algum grande mistério da fé, que faz com que outros clamem: “Dura é esta palavra; quem a pode ouvir?”, o crente aceita-a sem discutir; porque as suas dificuldades intelectuais são superadas, pelo seu temor reverente à lei do SENHOR, que para ele é a suprema autoridade, à qual se submete alegremente. SENHOR, obra em nós este amor, esta paz, e este descanso, neste dia.



Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: