… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quinta-feira, 11 de maio de 2017

11 de maio


C. H. Spurgeon
Livro de Cheques do Banco da Fé
11 de maio

“Quanto a Gad, uma tropa o acometerá; mas ele a acometerá por fim.” (Gn 49:19, ARC, Pt)

Alguns de nós temos sido como a tribo de Gad. Os nossos adversários eram, por um espaço de tempo, em número excessivo para nós; eles caíram sobre nós como uma tropa. Sim, e por um instante eles venceram-nos; eles exultaram-se muito por causa da sua vitória temporária. Com isso apenas demonstraram que a primeira parte da herança familiar é nossa realmente, pois o povo de Cristo, como Dan, será acometido por uma tropa. Ser acometido é muito doloroso, e teríamos desesperado, se não houvéssemos crido por fé, na segunda parte da bênção de nosso Pai, “Ele a acometerá por fim.” “Tudo está bem quando acaba bem”, disse o poeta mundano; e disse a verdade. Uma guerra é julgada, não pelos primeiros êxitos ou derrotas, mas pelo que acontece “por fim”. O SENHOR dará a vitória “por fim” à verdade e à justiça; e, como disse o senhor Bunyan, isso quer dizer para sempre, pois nada pode sobrevir depois do fim.



O que precisamos é duma paciente perseverança no comportamento virtuoso, e uma confiança serena no nosso glorioso Capitão. Cristo, o nosso SENHOR Jesus, quer ensinar-nos a Sua santa arte de firmar os rostos como uma pederneira para levarmos a efeito a (nossa) obra ou o (nosso) sofrimento até que possamos dizer: “Está consumado.” Aleluia. Vitória! Vitória! Nós cremos na promessa. “Ele a acometerá por fim.”


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: