… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sábado, 13 de maio de 2017

13 de maio


C. H. Spurgeon
Leituras Vespertinas
13 de maio
“O SENHOR é a minha porção.” (Sl 119:57, ARC, Pt)

CONTEMPLA as tuas possessões, oh crente, e compara a tua porção com a sorte dos teus semelhantes. Alguns deles têm a sua porção no campo. São ricos e as suas colheitas produzem-lhe um rendimento de ouro; mas, o que são as colheitas comparadas com o teu Deus, que é o Deus das colheitas? O que são os celeiros prestes a rebentar, comparados com Ele, que é o Lavrador, que te alimenta com o pão do Céu? Alguns têm a sua porção na cidade. As suas riquezas são abundantes e fluem para eles em rios contantes, até que se transformam num verdadeiro depósito de ouro; mas, o que é o ouro comparado com o teu Deus? Tu não poderias nutrir-te dele; a tua vida espiritual não poderia ser sustentada com ele. Põe o ouro sobre uma consciência perturbada, poderia ele aliviar as suas angustias? Aplica-o a um coração desanimado e vê se o ouro pode pôr fim a um único gemido ou diminuir uma dor menos? Porém, tu tens Deus e nEle tens mais do que o ouro ou do que as riquezas jamais poderiam comprar. Alguns têm a sua porção no que a maior parte dos homens mais ambicionam, isto é, no aplauso e na fama; mas, interroga-te a ti mesmo, não é o teu Deus para ti, mais do que tudo isso? Se uma miríade de clarins tocasse estrondosamente em teu louvor, isso prepar-te-ia para cruzar o Jordão ou alentar-te-ia perante a perspectiva do juízo? Não, há dores na vida que as riquezas não podem aliviar, e existe a grande necessidade da hora da morte para a qual nenhuma riqueza pode fazer provisão. Mas se tens Deus como tua porção, tu tens mais do que todos agregados. NEle cada necessidade é satisfeita, quer seja na vida, quer na morte. Com Deus por tua porção, tu és realmente rico, porque Ele suprirá a tua necessidade, confortará o teu coração, mitigará a tua dor, guiará os teus passos, estará contigo no vale da sombra da morte, e, depois, levar-te-á para o lar para gozares dEle como tua porção para sempre. “Eu tenho o suficiente”, disse Esaú. Isto é a melhor coisa que um mundano pode dizer. Porém, Jacob replicou-lhe: “Eu tenho tudo”, que é uma nota demasiado alta para as mentes carnais.

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: