… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

domingo, 14 de maio de 2017

14 de maio


C. H. Spurgeon
Livro de Cheques do Banco da Fé
14 de maio

“Vinde, e tornemos para o Senhor, porque ele despedaçou e nos sarará; fez a ferida e a ligará.” (Os 6:1, ARC, Pt)

O modo de atuar do SENHOR é ferir antes de curar. Este é o amor sincero do Seu coração, e a cirurgia certa da Sua mão. Ele também fere antes de enfaixar, pois, de outro modo, seria uma obra incerta. A lei precede o Evangelho; o sentido de necessidade precede a satisfação dessa necessidade. Está o leitor sob a convincente e esmagadora mão do Espírito? Recebeu o espírito de escravidão para temer outra vez? Esta é uma situação preliminar saudável para que receba realmente saúde e cura do Evangelho.


Não desesperes, querido coração, mas vai pressuroso ao SENHOR com todas as tuas horripilantes feridas, os teus negros tumores, e as tuas chagas supurantes. Só Ele pode curar, e deleita-Se em fazê-lo. O ofício de nosso SENHOR é enfaixar o coração quebrantado, e fá-Lo com extrema mestria. Não nos demoremos, mas tornemos imediatamente ao SENHOR de Quem nos temos extraviado. Mostremos-Lhe as nossas feridas abertas, e supliquemos-Lhe que reconheça a Sua própria obra e que a complete. Faria um cirurgião uma incisão e logo abandona o paciente para que sangre até à sua morte? Demolirá o SENHOR a nossa velha casa, e depois recusar-Se-á a construir-nos outra melhor? Aumentarias Tu injustificadamente a miséria das pobres almas ansiosas? Longe esteja de Ti tal coisa, oh SENHOR.


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: