… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quarta-feira, 17 de maio de 2017

17 de maio


C. H. Spurgeon
Leituras Matutinas
17 de maio

“Também deve andar como ele andou.” (1Jo 2:6, ARC, Pt)

Por que é que os Cristãos devem imitar Cristo? Devem fazê-lo para seu próprio bem. Se eles desejam desfrutar de saúde espiritual, se eles querem fugir da enfermidade do pecado e gozar do vigor que a graça reparte, devem ter Jesus como seu modelo. Se, para sua própria felicidade, eles desejam beber vinho abundantemente, bem apurado, se eles querem gozar da santa e feliz comunhão com Jesus, se eles querem sobrepor-se às preocupações e angústias deste mundo, que eles andem como Ele andou. Não há nada que te possa assistir com tão bom êxito na tua marcha para o Céu como levares no teu coração a imagem de Jesus para que dirija todos os teus movimentos. Tu sentes-te muito feliz e és bem conhecido como filho de Deus, quando, pelo poder do Espírito Santo, podes andar com Jesus nos Seus próprios passos. Em segundo lugar, o Cristão deve procurar imitar Cristo para bem da religião. Ah, pobre religião! Tu tens sido gravemente ferida pelos teus inimigos, mas a ferida que te fizeram os teus amigos é imensamente mais grave. Quem fez essas feridas na formosa mão da Piedade? Aquele que professa ser Cristão e usa o punhal da hipocrisia. Aquele que com pretensões entra no redil, não sendo outra coisa senão um lobo vestido com pele de cordeiro, dilacera mais o rebanho do que o leão que está no exterior. Não há arma que seja sequer tão consideravelmente destrutiva como o beijo de Judas. O Cristão inconsequente injuria mais o Evangelho do que o crítico zombeteiro ou o incrédulo. Mas, especialmente, por causa do próprio Cristo, imita o Seu exemplo. Cristão, amas o teu Salvador? É o Seu nome precioso para ti? Queres que os reinos do mundo venham a ser os reinos do teu Senhor? Desejas que Ele seja glorificado? Anseias que as almas sejam ganhas para Ele? Se é assim, imita Jesus; sê uma “epístola de Cristo, conhecida e lida por todos os homens.”


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: