… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sexta-feira, 5 de maio de 2017

5 de maio

C. H. Spurgeon
Leituras Matutinas
5 de maio

“Eu serei o seu Deus, e eles serão o meu povo.” (2Co 6:16, ARC, Pt)

QUE título excelente: “Meu povo”! Que revelação animadora: “O Seu Deus”! Quanto significam estas duas palavras: “Meu povo”! Aqui há especialidade. O mundo inteiro é de Deus. O Céu, até o Céu dos Céus é do Senhor, e Ele reina no meio dos filhos dos homens. Mas daqueles a quem Ele escolheu e comprou para Si, diz o que não diz de outros: “Meu povo”. Nesta palavra está encerrada a ideia de propriedade. Numa maneira especial “a porção do SENHOR é o seu povo; Jacob é a parte da sua herança.” Todas as nações que estão sobre a Terra são Suas; o mundo inteiro está sob o Seu poder, todavia, o Seu povo, os Seus escolhidos, são mais particularmente a Sua possessão, porquanto Ele tem feito por eles mais do que pelos outros. Ele comprou-os com o Seu sangue; levou-os para perto dEle; Ele pôs sobre eles o Seu grande coração; Ele amou-os com um amor eterno, um amor que muitas águas não podem apagar, e que as revoluções dos tempos não poderão diminui-lo no mínimo grau. Querido amigo, podes ver-te, pela fé, naquele número? Podes olhar para o céu e dizer: “Meu Senhor e meu Deus: meu por aquele querido parentesco que me autoriza a chamar-Te Pai; meu por aquela comunhão santificada, a qual me deleito em manter Contigo, quando Te agrada manifestar-Te a mim, como Tu não o fazes com o mundo?” Podes ler o Livro da Inspiração e achar ali os documentos da tua salvação? Podes ler o teu título escrito com sangue precioso? Tu podes, por meio de fé humilde, prende-te nas roupas de Jesus e dizer: “Meu Cristo”? Se tu podes, então Deus diz de ti e de outros como tu: “Meu povo”, pois, se Deus é teu Deus e Cristo é teu Cristo, o Senhor tem para contigo uma graça especial e peculiar; tu és o objeto da Sua eleição, aceito no Seu Filho amado.

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: